Tesla fecha compra da empresa de baterias Maxwell Technologies

Por Rafael Rodrigues da Silva | 05 de Fevereiro de 2019 às 08h24
DepositPhotos
Tudo sobre

Tesla

Saiba tudo sobre Tesla

Ver mais

Uma nova aquisição da Tesla está agitando o mercado financeiro: nesta segunda-feira (4), a empresa de Elon Musk anunciou que chegou a um acordo para comprar a Maxwell Technologies.

De acordo com as informações divulgadas, o negócio é de venda total, com a Tesla adquirindo 100% das ações da Maxwell por US$ 4,75 por ação (55% maior do que o valor de cada ação da Maxwell no fechamento do mercado na sexta-feira), com uma transação total de US$ 218 milhões que deve ser completada no segundo trimestre deste ano.

A Maxwell é uma empresa especializada no desenvolvimento de baterias e de componentes para a construção de baterias, como ultracapacitores. Ela também é pioneira no desenvolvimento de uma tecnologia de eletrodos a seco, algo que a empresa afirma que irá revolucionar a indústria de baterias nos próximos anos. A empresa, que foi fundada em 1965, hoje possui cerca de 500 funcionários.

Em pronunciamento à imprensa, o CEO da Maxwell, Franz Fink, anunciou estar contente com o negócio com a Tesla — empresa que considera como uma inovadora de nível mundial — e que a transação será ótima não apenas para os acionistas da empresa, mas também oferecerá aos investidores a oportunidade de participar da missão da Tesla de acelerar o desenvolvimento de utilização de transportes sustentáveis e fontes de energia renováveis.

Com o plano de em 2019 aumentar a produção com a construção de uma nova Gigafábrica em Shangai, na China, a aquisição da Maxwell é um bom primeiro passo para atingir essa meta, já que as tecnologias químicas para a produção de baterias são um dos maiores obstáculos que qualquer montadora de carros precisa superar.

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.