Novo contrato entre YouTube e Vevo deve impulsionar vendas de anúncios

Por Jessica Pinheiro | 07 de Maio de 2018 às 13h32
TUDO SOBRE

YouTube

Você certamente já deve ter assistido muitos videoclipes cujos canais possuem a escrita Vevo no título. Trata-se de uma empresa que possui duas das maiores gravadoras do mundo, que também permite ao YouTube a venda dos clipes diretamente para anunciantes. Agora, as duas companhias firmaram um novo contrato, que faz parte de um acordo de licenciamento combinado entre ambas no final do ano passado, mas que até então não tinha sido anunciado.

Na última semana, em meio a uma conferência do YouTube para anunciantes, o site de vídeo admitiu o acordo, revelando que estava vendendo clipes da Vevo, mas como parte do Google Preferred, um método que atribui mais valor e segurança ao YouTube nas negociações. Anteriormente, o que ocorria era basicamente o contrário, com as equipes de vendas da Vevo vendendo os vídeos em primeira mão e relegando à Google a venda de anúncios automatizados e remanescentes.

De acordo com o diretor de negócios Robert Kyncl, o acordo trará “oportunidades sem precedentes de anunciar contra praticamente todas as músicas do mundo”. O site de vídeo inclusive trouxe várias apresentações de artistas musicais para o evento, incluindo uma mini performance ao vivo da Ariana Grande.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O YouTube ainda acrescentou a seguinte declaração à fala de Kyncl: “A disponibilidade da Vevo no Google Preferred permite que a UMG, a Sony e a Vevo participem de um inventário mais premium do YouTube vendido aos anunciantes. Também aumenta a força de vendas implantada contra videoclipes e maximiza a receita para artistas e compositores”.

A estratégia, portanto, deve render vendas mais altas de anúncios para videoclipes de agora em diante, e, como a Google e a Vevo dividem a receita, não importa quem faz a venda e, em teoria, há vantagens para ambos os lados. Todavia, na prática, isso pode significar que as equipes de vendedores da gravadora talvez não fiquem tão contentes assim, uma vez que terão de competir contra os funcionários do YouTube para buscar os maiores anunciantes do planeta.

Além disso, parece existir um plano, já em prática, para eliminar a exclusividade de vendas de anúncios da Vevo; e no início deste ano, os canais do YouTube começaram a retirar a marca Vevo do título das páginas dos músicos. A gravadora de videoclipes não se pronunciou a respeito da empreitada do site vídeos até então.

Fonte: Recode

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.