KKR confirma compra da Corel por um preço estimado de US$ 1 bilhão

Por Rafael Rodrigues da Silva | 07 de Julho de 2019 às 21h30

Na última quarta-feira (3), a KKR, empresa de private equity dos Estados Unidos, confirmou a compra da Corel, em um negócio que, de acordo com fontes da empresa, foi fechado por um valor de mais de US$ 1 bilhão.

Ainda que já tenha sido uma das maiores empresas do mundo no ramo da computação, já há algum tempo a Corel está longe dos holofotes, e há anos não possui mais a importância que já chegou a ter.

Conhecida por ter desenvolvido programas como o WordPerfect e, principalmente, o Corel Draw, a empresa já não possui a mesma fama que teve durante a década de 1990, quando competia com a Microsoft pelo título de maior desenvolvedora de programas para computadores do mundo, mas também já havia deixado para trás o passado de altos e baixos que viveu durante toda a década de 2000, tornando-se uma empresa sólida e lucrativa com uma base de cerca de 90 milhões de usuários.

De acordo com um comunicado divulgado a seus funcionários pelo CEO da Corel, Patrick Nichols, a aquisição da empresa pela KKR não significará nenhum tipo de grandes mudanças ou demissões na companhia, que continuará a operar normalmente, utilizando a nova injeção de dinheiro para expandir seus negócios e investir na compra de novos softwares que estão sendo desenvolvidos por startups.

Já a KKR explicou a aquisição da empresa, afirmando que a Corel possui um portfolio diferenciado de ferramentas e serviços para conectar trabalhadores através de diferentes dispositivos e sistemas operacionais, e que a KKR irá trabalhar para manter o crescimento da empresa nesta área, garantindo que ela se torne ainda maior em uma escala global.

Caso o preço de venda seja confirmado em US$ 1 bilhão, isso significará um enorme lucro para a Vector, antiga dona da Corel e que havia pago apenas US$ 124 milhões para adquiri-la. Nenhuma das partes ainda confirmou quando a mudança de dono da Corel será feita oficialmente, mas acredita-se que isso deverá ocorrer dentro dos próximos meses.

Fonte: TechCrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.