Empresas de conteúdo estão infelizes com o Apple News+

Por Rafael Arbulu | 01 de Julho de 2019 às 08h47
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

Poucos meses após o seu lançamento, o Apple News+, que reúne na plataforma de conteúdo da Apple diversas publicações famosas, de revistas a jornais, já se encontra envolto em controvérsia. E quem reclama dele agora são as próprias publicações parceiras, que relataram ao site Business Insider que seus ganhos com a plataforma não são lá muito interessantes.

As fontes do site pediram anonimato devido à proximidade com o relacionamento entre suas publicações e a Apple, mas asseguram que a receita gerada pelo serviço chega à tímida marca “da vigésima parte do que a Apple havia prometido”. Outra fonte assegura que, depois de uma análise aprofundada, conseguiu com o Apple News+ uma receita similar a outro serviço digital de assinatura, chamado Texture, ressaltando, porém, que essa plataforma é pequena e não conta com o poderio mercadológico da Apple.

Serviço Apple News+ conta com parcerias de diversas publicações para oferta de conteúdo jornalístico pelo aplicativo no iOS

Segundo as fontes, as publicações participaram de reuniões a pedido da Apple para que elas oferecessem suas impressões sobre como o serviço deveria funcionar. Alguns executivos mostraram insatisfação com o foco da Maçã no visual similar a revistas, que se aplica a todas as publicações participantes do serviço — mesmo aquelas que nunca tiveram qualquer atuação impressa.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Outros disseram que gostariam que a Apple oferecesse novas formas de converter o conteúdo de revistas e jornais para conteúdo adaptado ao aplicativo. “Eu não acho que eles estão colocando todos os seus esforços nisso”, teria dito um deles ao Business Insider.

A Apple já reconheceu no passado que os leitores do Apple News+ estão com dificuldade de diferenciar o conteúdo gratuito do pago e prometeu deixar o aplicativo mais intuitivo para seus usuários. Há otimistas entre os executivos parceiros, dizendo que o serviço ainda é recente e que já esperavam que a Apple levasse tempo para “aparar as arestas”.

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.