Em crise, GoPro contrata banco para preparar sua venda ou uma possível parceria

Por Redação | 08 de Janeiro de 2018 às 18h30
YouTube/HerDo
Tudo sobre

GoPro

Não bastasse a decisão de demitir até 300 funcionários e se afastar do negócio de drones, a GoPro agora anuncia que vai se colocar à venda. A empresa já contratou o banco JP Morgan Chase para encontrar um possível comprador.

O CEO da GoPro, Nick Woodman, disse em entrevista à CNBC que a empresa considera a venda e uma possível parceria. "Se surgir a oportunidade de nos unir a uma empresa maior para tornar a GoPro maior ainda, então, esse é um negócio que devemos analisar", disse o executivo.

Ainda não há informações de possíveis interessados e dos valores das transações. 

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Perdas sucessivas

A GoPro enfrentou sucessivas perdas nos últimos trimestre e fechou 2017 com um lucro pequeno, de US$ 15 milhões. Apesar do resultado positivo, as ações caíram 10%.

Como consequência, a empresa cancelou a divisão do Karma Drone e reduziu o valor da Hero6 Black em US$ 100, com o objetivo de estimular as vendas.

Fonte: Engadget

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.