Arezzo compra My Shoes e amplia e-commerce de vestuário com Mercado Livre

Arezzo compra My Shoes e amplia e-commerce de vestuário com Mercado Livre

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 14 de Julho de 2021 às 19h40
Divulgação/Arezzo

Depois de adquirir a My Shoes, a Arezzo&Co anunciou nesta quarta-feira (14) que acaba de se juntar ao Mercado Livre em uma parceria para desenvolver e comercializar calçados e bolsas femininos. Os valores das transações não foram revelados, mas o objetivo da Arezzo&Co é atender as classes B- e C+, que representam cerca de 44% do mercado consumidor nacional.

Essa iniciativa ajuda a Arezzo&Co a ampliar seu mercado endereçável, sua oferta de produtos e seu portfólio de marcas. "Estamos agregando uma marca importante, num mercado com enorme potencial e hoje inexplorado pela nossa empresa", diz Alexandre Birman, CEO da Arezzo&Co.

A escolha da My Shoes — que, apesar de estar inativa há quase três anos, ainda mantém milhares de seguidores nas redes sociais — veio após estudos e pesquisas que envolveram consumidores e lojistas nos últimos 24 meses. Segundo a companhia, os levantamentos evidenciaram a carência de uma marca democrática e com informação de moda.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Imagem: Reprodução/Canaltech/André Magalhães

Enquanto o desenvolvimento de novos produtos ficará a cargo da Arezzo&Co, a comercialização e a logística dos artigos vão ser feitas pelo Mercado Livre. Os itens estarão disponíveis no modo Full: todo o processo, da venda à entrega da mercadoria, é gerenciado pela plataforma de e-commerce. "A parceria com a Arezzo&Co para o lançamento de MyShoes reforça nosso posicionamento como destino de moda no e-commerce”, avalia Fernando Yunes, vice-presidente sênior do Mercado Livre no Brasil.

Em outubro do ano passado, a Arezzo&Co anunciou a compra da Reserva. Em comunicado, a companhia afirma que sua estratégia é complementar seus negócios no setor de moda, varejo e vestuário. Com isso, a empresa quer se tornar uma "house of brands".

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.