Os riscos dos sites de crowdfunding

Por Joyce Macedo | 22 de Setembro de 2012 às 17h15

O crowdfunding é uma espécie de arrecadação de fundos colaborativa - ou a famosa "vaquinha"- feita para tentar angariar verba para colocar um projeto, produto ou algo do gênero em prática. Um dos sites mais conhecidos do ramo é o Kickstarter.

Mas apesar da recente popularização desse tipo de serviço, você já parou para pensar quais são os riscos de participar de um crowdfunding? Estamos tratando de um tipo de investimento, que como todos os outros, envolve gratificações e riscos.

Dinheiro no bolso do terno

Um dos pontos que devem ser ressaltados em relação ao assunto é a presença de golpistas. Esses fraudadores são capazes de produzir um plano de negócios relativamente complexo, criar um vídeo para mostrar sua ideia e convencer milhares de pessoas a investirem naquilo, que pode ser uma grande furada ou até mesmo uma empresa fantasma.

Por tratar-se de um investimento - e não de uma doação -, o usuário que ajudar a financiar um projeto recebe algo em troca. Esta recompensa, que geralmente varia de acordo com o valor investido, fica por conta única e exclusivamente do dono do projeto. Ou seja, não existe nenhuma garantia por parte do site que hospeda o projeto de que você realmente irá receber o que foi prometido.

"Ao prometer incentivos e/ou recompensas, o CRIADOR DE PROJETOS assume as obrigações previstas no artigo 854 e seguintes do Código Civil brasileiro, tornando-se diretamente responsável pelo cumprimento de sua promessa perante os apoiadores que preencherem as condições estipuladas, sem qualquer responsabilidade, direta ou indireta, por parte do CATARSE", é o que diz os termos de uso do site Catarse, uma plataforma brasileira de crowdfunding.

Outro problema envolve a exposição da sua ideia. Para se cadastrar em algum site de financiamento coletivo, é preciso enviar detalhes sobre o seu projeto, afinal, quanto mais informações as pessoas tiverem, mais elas vão se envolver e desejar investir para que aquilo se torne real. Mas por outro lado a sua ideia genial estará ali, a disposição de qualquer pessoa que acessar a página, o que aumenta o risco de plágio.

Investidores insatisfeitos também entram para a lista, afinal eles podem contestar seus investimentos, causando uma enorme dor de cabeça para as empresas, plataformas e processadores de pagamento.

Plataformas de pagamento inseguras também podem colocar em risco o dinheiro investido e os dados pessoais inseridos nelas, assim como acontece em alguns sites de compras maldosos espalhados pela web.

Enfim, essa é uma via de mão dupla. Vale analisar bem o projeto que deseja expor para arrecadar fundos ou o investimento que deseja fazer em determinado produto. Nem tudo é risco quando falamos de crowdfunding. Existem diversas histórias de sucesso envolvendo esse tipo de plataforma. O brasileiro Catarse, por exemplo, já arrecadou R$ 3.979.351 para os projetos apresentados no site, e muitos deles já se tornaram realidade.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.