Vantagens e desvantagens de usar o navegador Vivaldi

Vantagens e desvantagens de usar o navegador Vivaldi

Por Kris Gaiato | Editado por Bruno Salutes | 19 de Agosto de 2021 às 21h30
Igor Almenara/Canaltech

O Vivaldi (Android l Desktop), embora não seja muito popular, é um navegador interessante para quem está cansado de nomes conhecidos como Google Chrome e Microsoft Edge. Afinal, mesmo que tais programas sejam os favoritos do público, eles têm seus problemas. Pensando nisso, vamos te apresentar as vantagens e desvantagens de usar o Vivaldi. Assim, você pode entender melhor o programa antes de apostar as suas fichas nele.

Antes de mergulharmos nesse assunto, vale destacar algumas informações. Em comparação aos seus concorrentes, o Vivaldi é um browser relativamente novo. O programa foi lançado em 2015 e, apesar disso, contou com muita experiência na sua construção. Afinal, o seu criador é nada menos do que Jon von Tetzchner, ex-CEO do Opera — conhecido pelo seu baixo consumo de memória RAM e medidas de privacidade.

A privacidade, aliás, é um dos pontos fortes do Vivaldi. Mas, abordaremos esse assunto com mais detalhes abaixo. O navegador, de base Chromium, é totalmente gratuito e está disponível para Windows, Linux e Mac.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Vantagens e desvantagens de usar o Vivaldi

Vantagens do Vivaldi

1. Privacidade

A privacidade é, sem sombra de dúvidas, o maior destaque do Vivaldi — e, para fins de comparação, a maior desvantagem do Google Chrome. No site oficial, o navegador afirma que a privacidade dos usuários é a sua prioridade e, portanto, não pratica o rastreamento e coleta de dados desnecessários.

Para fortalecer a proteção na Web, o navegador também conta com um bloqueador de anúncios e rastreadores, cujo nível de segurança é personalizável. Aliás, os usuários podem conferir se esse compromisso é real através do código-fonte, que está disponível publicamente.

2. Personalização

(Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)

Usuários do Vivaldi, além de manterem-se seguros contra ameaças e vigilâncias online, ainda possuem uma experiência única. Isso porque o programa oferece inúmeras ferramentas de personalização. Entre as possibilidades — que não pretendemos esgotar — estão: edição de janelas, abas e menus.

Isso, contudo, é somente a ponta do iceberg. Afinal, ainda não citamos os temas do Vivaldi. São 9 modelos completamente editáveis e 7 opções de fundo. Além disso, todas as cores do browser podem ser alteradas, bem como a opacidade, contraste e saturação dos tons.

3. Recursos que vão te surpreender

Logo de cara, você vai notar que o Vivaldi se norteia não apenas pela privacidade e personalização, mas também pela praticidade. Entre as funcionalidades inovadoras que oferece, está o “Tab Stack” (ou “Pilha de Guias”, em tradução livre), cujo objetivo é empilhar múltiplas abas em uma só. Assim, ao posicionar o cursor do mouse sobre a ferramenta, são exibidas miniaturas de todas as janelas abertas.

Outro destaque é o Web Panel (ou "Painel Web"), uma barra lateral do navegador que permite adicionar atalhos para sites e funções que você mais acessa. Na verdade, o que chama atenção é o funcionamento da ferramenta, que abre a versão mobile do site em vez de carregar toda a página.

Desvantagens do Vivaldi

1. Sem versão para iOS

Durante muito tempo, o Vivaldi somente esteve disponível para computador. Recentemente, o navegador ganhou uma versão para Android. Apesar disso, usuários da paltaforma iOS continuam sem acesso ao programa, o que é uma enorme desvantagem para aqueles que gostam de usar o mesmo navegador no PC e no celular. Se essa possibilidade é inegociável para você, o Vivaldi ainda não é a opção ideal.

2. Importação de favoritos

(Imagem: Kris Gaiato/Captura de tela)

O browser, embora permita importar favoritos de outros navegadores — o que é bastante útil —, os resultados não são muito satisfatórios. A situação é crítica ao ponto de, no final da importação, o usuário cogitar que o processo foi malsucedido — impressão que tivemos nos testes realizados por aqui.

Apesar disso, o Vivaldi importa importa os sites favoritos, bem como pastas e subpastas criadas pelo usuário. O problema está, na verdade, em como essa informação é apresentada: basicamente, esses dados ficam em uma pasta sem nenhuma identificação, localizada abaixo das inúmeras páginas salvas pelo próprio navegador.

3. Alto consumo de memória

Como última desvantagem da nossa lista, está o alto consumo de memória RAM pelo programa. Durante os testes, o navegador registrou um consumo maior ou igual ao Google Chrome — que é bastante criticado por sobrecarregar o sistema. Em outras palavras, isso significa que o computadores menos potentes devem passar longe do navegador. Nesse caso, recomendamos alternativas mais leves, como o Microsoft Edge.

Agora que as vantagens e desvantagens de usar o Vivaldi estão na mesa, resta a dúvida: o que você achou do navegador? Compartilhe a sua opinião através dos comentários abaixo!

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.