Microsoft Edge original está com os dias contados no Windows 10

Por Igor Almenara | 08 de Fevereiro de 2021 às 07h59
Microsoft

O Microsoft Edge original, lançado junto ao Windows 10 em 2015, está prestes a chegar ao seu fim. Na última sexta-feira (5), a gigante de Redmond relembrou seu plano para a descontinuação do navegador e reiterou que o programa será substituído por sua versão retrabalhada e baseada no Chromium até o dia 13 de abril deste ano.

Microsoft Edge avança e "rouba" mais usuários do Chrome
4 motivos para você usar o Microsoft Edge como navegador principal
Microsoft Edge: confira 4 dicas incríveis para explorar o novo navegador

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Quando lançado, o Edge não chamou muita atenção — pelo contrário, ele se mostrou um programa imaturo e insuficiente na comparação com os principais concorrentes. Sua presença é nativa do Windows 10, bem como foi o Internet Explorer em gerações anteriores, mas pouco tempo durava como navegador principal, já que costumeiramente era substituído por outro app rival de preferência do usuário.

(Imagem: Reprodução/Microsoft)

Contudo, em 2020, a Microsoft reconstruiu o software “dos pés à cabeça”. O navegador passou por uma reestruturação geral, até mesmo no seu código fonte, agora baseado no Chromium, projeto de código aberto disponibilizado pelo Google.

Seguindo o cronograma estabelecido durante a renovação, a gigante de Redmond está dando sequência ao fim do produto. A partir de 9 de março, a companhia não dará mais suporte a atualizações (nem mesmo de segurança), para no dia 13 do mês seguinte abandoná-lo completamente e atualizá-lo dentro das máquinas conectadas à internet.

Portanto, prepare-se: se você não trocou de navegador e ainda insiste em utilizar o antigo Microsoft Edge, saiba que os dias estão contados — a recomendação, aliás, é que você troque o quanto antes. Além de ser uma versão superior e mais robusta, o novo Edge é extremamente amigável com antigos usuários, pois sua interface passou por alterações pontuais, deixando-o com visual mais moderno, e menus e guias receberam um belo reforço para lidar com tarefas mais exigentes sem perder a estabilidade durante a navegação.

Fonte: Microsoft

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.