MWC 2018 | Novo Energizer Power Max P16K Pro tem bateria que dura até cinco dias

Por Ramon de Souza | 27 de Fevereiro de 2018 às 06h37
Mashable

Uma das maiores fraquezas dos smartphones atuais é, como todos sabemos, a bateria. No melhor dos casos, você até consegue fazer com que seu gadget dure o dia inteiro, mas ainda assim será necessário conectá-lo na tomada assim que chegar em casa. Pensando nisso, a Energizer (sim, aquela marca que ficou famosa fazendo pilhas) resolveu lançar o Power Max P16K Pro, um celular capaz de aguentar pelo menos cinco dias de uso ininterrupto.

Apresentado durante o Mobile World Congress (MWC) 2018, o modelo é equipado com uma bateria monstruosa de 16.000 mAh — só para fins comparativos, o recém-anunciado Samsung Galaxy S9 possui apenas 3.000 mAh. De acordo com representantes da Energizer, quem utiliza o smartphone apenas para receber e fazer ligações pode usufruir de autonomias ainda maiores, chegando a 40 dias em modo stand-by.

Obviamente, tudo tem seu custo. Por abrigar essa bateria tão grande em seu interior, o P16K Pro se tornou um aparelho grosso, o que pode desapontar quem gosta de telefones móveis com corpos finos e esbeltos. Ainda assim, se levarmos em conta que muita gente por aí carrega powerbanks (as famosas baterias portáteis) no bolso, podemos concluir que o tamanho do gadget não é tão incômodo assim.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Aparelho possui câmera traseira dupla e leitor biométrico (Foto: Mashable)

E engana-se quem achou que o lançamento da Energizer só agrada na questão energética. Ele possui uma tela de 5,99 polegadas no padrão 18:9 e resolução Full HD, duas câmeras frontais (16 MP + 13 MP) e duas traseiras (13 MP + 5 MP), 6 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno. O chipset é um MediaTek Helio P23 e o sistema operacional é o Android 8.0 Oreo.

A Energizer promete que o P16K Pro será lançado nos EUA em setembro pelo preço sugerido de US$ 500, o que equivale a aproximadamente R$ 1,6 mil (sem adição de impostos).

Fonte: Mashable

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.