Receita de Vinil e CD ultrapassa a de downloads digitais de música nos EUA

Por Wagner Wakka | 23 de Março de 2018 às 07h27

A guerra entre midas física e digital tem um novo vencedor neste ano nos Estados Unidos. O relatório anual da Recording Industry Association of America (RIAA) mostrou que, pela primeira desde 2012, as receitas de downloads digitais foram menores que as de CDs, vinil e outras mídias físicas.

Em 2017, a receita com downloads digitais despencou 25% para um total de US$ 1,3 bilhão. Em comparação, o comércio de mídia física rendeu US$ 1,5 bilhão, mesmo apresentando queda de 4% em relação a 2016. O total de vendas foi impulsionado, principalmente, pelo mercado de CDs e discos em vinil.

Com isso, a participação de mídias físicas na indústria de música foi de 17% contra 15% representados pelos downloads digitais.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Gráfico mostra parcela de downloads digitais, streaming e mídia física (Imagem: RIAA) 

Por outro lado, o mercado de assinaturas por streaming foi mais uma vez o grande meio de receitas ano passado, com 65% de participação. O modelo teve crescimento de 43% em um ano, somando US$ 5,6 bilhões em 2017. Como um todo, a indústria da música nos EUA teve um aumento de receita de 16% em comparação com 2016.

Fonte: RIAA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.