Xiaomi vende 70 milhões de smartphones em 2015, 10 milhões menos que o previsto

Por Redação | 15.01.2016 às 11:10

A fabricante chinesa Xiaomi finalmente divulgou seus números referente ao ano de 2015. A empresa disse em um comunicado que vendeu mais de 70 milhões de smartphones em 2015, o que representa um crescimento de 15% em relação às 61 milhões de unidades vendidas em 2014, mas menos do que as 80 milhões de unidades previstas para o ano passado. Anteriormente, no começo do ano passado, a chinesa falava em 100 milhões de aparelhos vendidos.

A Xiaomi tem estado sob pressão da mídia e investidores devido à desaceleração do ritmo das vendas, tendo em vista que a empresa conseguiu uma enorme valorização de US$ 45 bilhões. Ao não divulgar os resultados de 2015 já no início deste ano, a empresa alimentou o mercado negativamente. Embora tenha divulgado seus números só agora, a fabricante não detalhou as vendas por divisão nem por região, dificultando a análise do desempenho da empresa na China e nos mercados emergentes que apresentam uma demando promissora, como Índia, Indonésia e Brasil.

Os analistas acreditam que a concorrente Huawei teve um desempenho consideravelmente melhor em 2015. O Wall Street Journal informou recentemente que a Huawei se tornou a primeira companhia chinesa a ultrapassar a barreira dos 100 milhões de smartphones vendidos em apenas um ano, isso tudo graças ao crescimento de 44% no número de unidades despachadas. Ainda em relação ao ano passado, a empresa de análise de mercado Canalys informou que a Huawei havia ultrapassado a Xiaomi como principal fabricante de smartphones no mercado chinês no terceiro trimestre.

Em resposta, a Xiaomi afirmou que atualmente é a maior fabricante de smartphones na China em termos de quota de mercado no ano de 2015. Embora a Huawei tenha superado sua concorrente em termos de vendas, é bastante provável que a Xiaomi tenha maior participação em sua terra natal.

Apesar da grande concorrência, o que está sendo colocado em questão pelo mercado é o desenvolvimento dos negócios da Xiaomi. As vendas da empresa ainda continuam aumentando, mas já atingiu um nível de maturidade relativa. A grande questão para 2016 é se a chinesa tem capacidade suficiente para justificar sua valorização colossal, ou se serão necessários grandes reajustes em seus objetivos e expectativas.

Via TechCrunch

Fonte: http://techcrunch.com/2016/01/14/xiaomi-70-million-sales-in-2015/