Site imagina como seria o “carro da Apple”

Por Redação | 14.04.2016 às 11:25

Apesar de ser uma realidade, no sentido de que a companhia já afirmou estar sim trabalhando nisso, o “Apple Car”, ou iCar, como muitos chamam, é um mito. Ninguém sabe ao certo se tal ideia um dia vai se tornar realidade, ou de que maneira uma empresa como a de Cupertino, da indústria eletrônica, se aventuraria no mundo automotivo. Nada disso, porém, impede que as pessoas imaginem como seria caso a Maçã efetivamente entrasse nessa indústria.

A mais nova visualização do tipo vem da Motor Trend, uma publicação especializada em carros. Unindo-se a designers e especialistas, a publicação estudou a forma como a Apple trabalha produtos como o iPhone, o iPad e o Mac e de que maneira eles se comparam a aparelhos que vieram antes, com tais conceitos sendo aplicados também a um carro. O resultado é o que você vê logo abaixo.

Não é exatamente bonito, mas tem sim a cara da Apple. O veículo traz o padrão minimalista pelo qual a empresa ficou reconhecida, mas também linhas avançadas para darem a sensação de um produto de alto padrão. Parece algo saído de um filme de ficção científica, mas os responsáveis garantem ser algo perfeitamente capaz de existir, principalmente por ser baseado em tecnologias existentes ou que devem se tornar comuns no futuro.

Um dos pontos principais aqui é a ideia de que, além de design, o Apple Car traria novas funcionalidades para o veículo. Uma integração com a Siri, por exemplo, poderia indicar pontos de interesse de acordo com as necessidades do usuário. Está com sono? Ela poderia indicar o caminho mais rápido para um bom café nos arredores. Precisa reabastecer a geladeira? Aqui está o mercado mais vazio no momento, ou aquele com os menores preços.

O interior do veículo também é quase que inteiramente digital. Velocímetros, conta-giros e outros indicadores são todos substituídos por telas, que tomam conta de todo o painel para, também, dar acesso a funcionalidades de mídia, entretenimento e outras opções. Enquanto isso, no para-brisas são exibidas informações relevantes ao motorista, como dados de GPS, previsão do tempo, horário e estimativa de chegada ao destino, além de incidentes que possam estar logo à frente.

Trata-se, logicamente, de um conceito. A Apple já confirmou estar, sim, de olho na indústria automotiva, mas a ideia geral é que ela não vá começar a produzir tais veículos com as “próprias mãos”, e sim investir em parceiros reconhecidos desse mercado. Entretanto, o foco cada vez maior na Internet das Coisas também se resume a carros, e temos aqui uma tendência que a empresa, com toda certeza, não deseja ficar de fora.

Fonte: Motor Trend (YouTube)