Pulseiras do Apple Watch podem vir com bateria e sensores extra, revela patente

Por Redação | 01 de Abril de 2016 às 09h25
photo_camera Divulgação

A personalização dos relógios inteligentes da Apple não é novidade. Tanto a caixa e o mostrador quanto as pulseira podem ser escolhidos pelo consumidor de acordo com o seu gosto a partir de diversas opções. Mas toda essa facilidade e flexibilidade de personalização aparentemente serão melhoradas.

Em uma patente, a Apple diz que a ideia é que, em um futuro próximo, as pulseiras tragam consigo baterias extras, sensores de pressão arterial e processadores para aumentar o desempenho do smartwatch. Tudo isso funcionaria graças ao encaixe das futuras pulseiras à porta de diagnóstico do gadget. Assim, ela serviria não só como uma ferramenta para reportar problemas no dispositivo, para transferência de dados ou para recarregar o relógio.

O objetivo é que o Apple Watch se torne ainda mais funcional, fazendo das pulseiras também dispositivos inteligentes que possam ser adquiridos separadamente, de acordo com o que o usuário deseja ou necessita. Por exemplo, durante a prática de exercícios, o usuário poderá fazer uso de uma pulseira com recursos fitness, ou durante o dia poderá utilizar uma pulseira com recursos de baterias extras, sem se preocupar com o recarregamento.

Outro fator avaliado é a mudança da localização da bateria. Caso ela seja transferida para a pulseira, o relógio ficará mais fino, uma das melhorias esperadas pelos consumidores.

Fonte: Digital Trends