O que significa Pix?

O que significa Pix?

Por Dácio Castelo Branco | Editado por Claudio Yuge | 25 de Abril de 2022 às 20h00
André Magalhães/Canaltech

“Aceita PIX?” já virou uma expressão comum na sociedade brasileira nos quase dois anos desde que a plataforma foi lançada, sendo difícil encontrar uma pessoa que vive no país que não tenha pelo menos ouvido falar do nome do sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central. Mas o que, afinal, essa palavra significa?

A resposta para esse questionamento é simples: não significa nada - PIX não é uma sigla nem uma palavra representando algum conceito. De acordo com o próprio Banco Central, o termo foi escolhido para nomear a plataforma por lembrar pixels, os pontos que criam imagens digitais nas telas, além de também remeter a tecnologia e transações.

Ou seja: o termo PIX, em sua concepção original, é um nome, uma marca criada para identificar o meio de pagamentos de uma forma simples, efetiva e muito fácil de ser lembrada. Agora, se formos além da palavra e enxergamos a plataforma como um todo, podemos entender um pouco melhor o que o Banco Central quis dizer com “um nome que remete a tecnologia”.

PIX mudou a forma que brasileiros fazem pagamentos em pouco mais de dois anos desde seu lançamento. (Imagem: Caio Carvalho/Canaltech)

O PIX, como bem sabemos, é uma plataforma que permite a realização de transferências e pagamentos em poucos segundos em qualquer momento do dia. Antes dela, a forma mais rápida de realizar uma transação bancária era um TED, que poderia demorar, dependendo de inúmeras situações, horas para aparecer na conta do destinatário — e que também não funcionava em finais de semanas e feriados, diferentemente do PIX.

A partir desse serviço, o PIX mudou a forma que os brasileiros realizam compras, a tecnologia do sistema, que permite as transferências serem praticamente instantâneas fez com que os usuários começassem a utilizar mais o débito, e é difícil não encontrar um comércio que não aceite esse tipo de pagamento hoje em dia - desde grandes lojas até mesmo vendedores de praia, por exemplo.

O nome do serviço também virou sinônimo com essa mudança, e no fim, mesmo que originalmente não tivesse significado, hoje ao ser ouvido pelos brasileiros remete ao sistema tecnológico que permite a velocidade nas transações — e o mesmo também ocorre com a referência aos pixels na palavra, que embora a primeira vista não pareça tão visível, está sempre presente já que sempre o processo é feito através de telas de celulares, em apps de banco.

Fonte: Nubank

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.