next lança seguro de vida e aposta em produtos de entrada para atrair clientes

next lança seguro de vida e aposta em produtos de entrada para atrair clientes

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 03 de Agosto de 2021 às 13h20

O banco digital next aumentou as opções de produtos financeiros de entrada. Nesta semana, a entidade lança um seguro de vida com preço a partir de R$ 8,90 ao mês. O objetivo é acelerar o ganho de escala da instituição para aumentar a oferta de produtos e serviços.

No fim de maio, o next atingiu a marca de 5 milhões de clientes. “Há uma demanda emergente entre nossos usuários por soluções de planejamento financeiro e de vida, com pensamento de longo prazo”, diz Renato Ejnisman, CEO do next. 

Segundo ele, o novo produto oferece benefícios relevantes desde o valor inicial. Isso porque, entre os serviços inclusos, estão assistência funeral familiar ampliada (que cobre cônjuges, pais, filhos e sogros) e assistência pet para emergências com cães e gatos.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Imagem: Divulgação/next

Tanto a contratação quanto o gerenciamento do seguro são feitos pelo app do banco. É possível incluir até 15 beneficiários em caso de resgate da apólice. A cobertura se aplica para mortes natural e acidental, com indenização inicial de R$ 10 mil.

Para o next, oferecer produtos e serviços a preços acessíveis serve de porta de entrada para novos clientes. "Estamos cada vez mais uma plataforma digital. Queremos prover o que seja mais fácil e simples e, ao mesmo tempo, com a maior variedade de produtos", destaca Ejnisman.

Marketplace

Até a Black Friday, a instituição pretende lançar um marketplace. “Lá, o cliente vai encontrar um sortimento grande e a possibilidade de comprar produtos com preços possivelmente mais baixos do que no varejo tradicional", antecipa.

Ejnisman lembra que o banco digital tem muitos dados que, se tratados e analisados corretamente, podem permitir satisfazer as necessidades e os desejos dos clientes de maneira muito mais eficiente. “O objetivo é personalizar e estamos, como mercado, cada vez mais próximos disso", afirma.

O desafio para os bancos digitais, segundo especialistas, é fazer o cliente consumir um número maior de serviços e produtos. No next, a quantidade de transações cresceu 244% em um ano, entre o primeiro trimestre de 2020 e o mesmo período de 2021, e atingiu 267 milhões de operações.

Para Ejnisman, ainda haverá muitas transformações nesse mercado. “Acredito em um mercado fragmentado com players com participação relevante. Há diferentes estratégias, instituições com um só produto, outras com superapps, big techs e varejistas que entram e assim por diante."

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.