Funcionários do Snap são ameaçados de ir para a prisão caso vazem informações

Por Redação | 19 de Janeiro de 2018 às 16h08
Techvibes

As coisas esquenteram para o lado do Snapchat. Funcionários da empresa estão sendo ameaçados de demissão e até de ir para a prisão caso vazem alguma informação interna.

Essa ameaça foi feita de forma oficial, por meio de um memorando enviado pelo chefe do departamento jurídico do Snap, Michael O'Sullivan, no início de janeiro. O texto foi obtido pelo site Cheddar, que publicou na íntegra o aviso.

O texto é duro. Em um trecho, ele diz que a empresa tem "política de tolerância zero com quem vazar informação confidencial".

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

As ameaças são bem claras. Além da demissão, o Snap avisa que vai tomar todas as providências jurídicas contra o responsável pelo vazamento. "Você pode enfrentar uma responsabilidade financeira pessoal, mesmo que não tenha se beneficiado das informações vazadas. O governo, nossos investidores e parceiros também podem tomar suas próprias medidas contra você. O governo pode até colocá-lo na prisão", escreveu O'Sullivan.

Segredo é prioridade na Snap

A Snap sempre foi considerada uma empresa das mais protegidas. O CEO Evan Spiegel costuma caminhar pela sede com seguranças, e todos os novos funcionários recebem orientações sobre quais assuntos são proibidos internamente.

A obsessão pela segurança é tão grande que poucos funcionários sabem quando haverá algum lançamento, mesmo que a novidade afete a sua área de atuação.

Mesmo com todas essas medidas de segurança, a Snap sofreu com vazamentos recentemente. Um deles informava as principais métricas do aplicativo e como algumas funcionalidades são usadas. 

Recursos como o Stories Everywhere, redesenho da interface e demissões de funcionários, todas informações consideradas como segredos, foram reveladas antes do tempo, o que certamente levou ao advogado-chefe da empresa a escrever o memorando.

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.