Chromium x Chrome: Afinal, qual é a diferença entre os dois navegadores?

Por Redação

Lançado em 2 de setembro de 2008, o Chrome era a iniciativa do Google para acabar com a bipolaridade do mercado de navegadores, até então dominado pelo Internet Explorer e Mozilla Firefox. Desenvolvido com tecnologias abertas, o Chrome logo se tornou um estrondoso sucesso, devorando uma enorme fatia do marketshare e conquistando legiões de usuários poucas horas após seu lançamento. Hoje, ele é o navegador mais usado no mundo, com 49,2% dos usuários somente em sua versão Desktop.

Aqueles que não costumam utilizar esse navegador ou que estão prestes a migrar de um navegador concorrente para ele logo ficam com dúvida devido a outro navegador também fornecido pelo Google, chamado Chromium. Afinal, quais são as diferenças entre esses dois navegadores? Qual deles você deve escolher?

Software Livre

Por utilizar software livre para construir e manter o Chrome, o Google também cointribui com os projetos opensource que o beneficiaram e a retribuição a isso é justamente esse outro navegador do ícone azulado, o Google Chromium.

Chrome X Chromium

Para que possa proteger a marca "Chrome" ao mesmo tempo em que devolve benefícios para a comunidade de software livre, o Google oferece o Chromium, que nada mais é que uma versão do Chrome com código aberto. Por ter seu código-fonte aberto (diferente do Chrome tradicional, que é gratuito mas tem porções de código proprietário), o Chromium está disponível em uma enorme quantidade de distribuições do sistema operacional Linux e também pode ser baixado para Windows, Mac e outras plataformas.

Assim sendo, muitas das novidades que são anunciadas para o Chrome aparecem primeiro no Chromium, já que o navegador azul faz parte do Projeto Chromium, que funciona como base de desenvolvimento do navegador colorido e de tecnologias relacionadas. O Chromium funciona como se fosse uma versão beta do Chrome, recebendo novos recursos antes da versão comercial, porém estável o bastante para ser utilizado no dia-a-dia na maioria das vezes.

Afinal, qual utilizar?

Na prática, não faz tanta diferença optar por uma ou outra versão do navegador do Google. Se você deseja receber antecipadamente recursos e novidades que o Google e a comunidade desenvolvem para o Chrome, pode instalar o Chromium sem problemas. Caso contrário, pode optar por instalar a versão tradicional.

Navegadores do Google

Entretanto a coisa muda um pouco de figura caso você seja usuário de Linux: algumas distribuições (Ubuntu, por exemplo) mantêm apenas versões estáveis do Chromium para uso seguro. Outras distros geralmente incluem versões preliminares de testes geradas diariamente - conhecidas como "nightly builds" - sem que os testes sejam concluídos, o que pode ocasionar bugs e travamentos durante o uso. Cabe verificar se seu sabor favorito de Linux oferece versões estáveis ou não do Chromium antes de instalá-lo.

Caso opte pelo Chromium, ele pode ser baixado a partir do site do projeto, esta outra página com links diretos para download ou, caso use Linux, a partir do repositório de sua distro. Esta página na internet traz uma tabela com as principais diferenças entre as duas versões do navegador.