Publicidade

CEO da Hurb renuncia após publicar vídeo xingando cliente

Por| Editado por Claudio Yuge | 24 de Abril de 2023 às 19h20

Link copiado!

Divulgação/Hurb
Divulgação/Hurb

Nesta segunda-feira (24), o CEO da Hurb, João Ricardo Mendes, renunciou ao cargo da companhia após publicar vídeos debochando e xingando clientes insatisfeitos da empresa. Em carta, ele admite ter cometido erros que prejudicam a imagem da empresa e outras muitas pessoas.

“Dizer que estou envergonhado é um eufemismo extremo. Meu trabalho como líder é liderar, e isso começa com um comportamento que deixa nosso time e clientes orgulhosos. Não foi isso que fiz e não posso dizer que não vou manter certos princípios sagrados. São princípios dos quais nunca abrirei mão, mas que não podem prejudicar uma companhia que é, pelo menos, 1600x maior do que eu, digo princípios que fazem de mim quem eu sou, moldam meus valores e orientam minhas ações”, diz trecho do comunicado enviado à imprensa.

Ele justifica que após a morte de sua mãe, há 18 meses, ele passou a ocupar a cabeça com trabalho — o que agora ele percebeu ser errado. Mendes segue como fundador e principal acionista da empresa e irá tirar uma licença para "aprender como liderar" e para lidar com assuntos pessoais. Ele será substituído por Otávio Brissant até que a companhia vote em um nome definitivo.

Continua após a publicidade

Xingamentos e ameaças aos clientes

No último mês as reclamações ao Hurb, antigo Hotel Urbano, se acentuaram e o CEO reagiu de maneira negativa nas redes sociais. No começo de abril, João Ricardo publicou um vídeo no LinkedIn em que aparece pisando em uma faixa com uma reclamação de outro cliente insatisfeito.

Neste final de semana, Mendes vazou os dados de um cliente — incluindo CPF, telefone e data de nascimento — em um grupo de WhatsApp com mais de mil pessoas que foi criado com o objetivo de reunir clientes lesados pela empresa. O consumidor alegou que havia comprado um pacote da Hurb, mas não recebeu as passagens.

Em resposta, o CEO gravou um vídeo em uma suposta ligação, onde disse que "tá arriscado alguém bater na m* da sua casa" e que "agora você não vai ter dinheiro para viajar para lugar nenhum". Ele ainda xingou o cliente com termos capacitistas, como "retardado".

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Clientes não conseguem se hospedar e não recebem as passagens

Durante a pandemia de covid-19, a agência de viagens vendeu uma série de pacotes promocionais com data de viagem em aberto, onde os consumidores deveriam apresentar três opções de datas e a agência buscaria promoções de parceiros para aquele período.

No entanto, os clientes do Hurb alegam que não conseguem marcar as viagens, enquanto hotéis dizem que não recebem pagamentos da plataforma desde dezembro. A empresa já acumula mais de 20 mil reclamações registradas no Reclame Aqui.

Continua após a publicidade

Em comunicado, a empresa disse que "se compromete a seguir as obrigações contratuais do pacote dentro do período vigente em contrato". Sobre os hotéis que não foram pagos, a empresa afirma que preparou uma força-tarefa com 1.300 profissionais para reverter o cenário e regularizar a situação.

Fonte: Valor Econômico