Boeing cria fundo de US$ 100 milhões para famílias das vítimas do 737 Max

Por Felipe Ribeiro | 03 de Julho de 2019 às 22h40
Tudo sobre

Boeing

Saiba tudo sobre Boeing

Ver mais

A Boeing planejou uma iniciativa para se aproximar dos familiares das vítimas dos dois acidentes envolvendo a aeronave 737 Max. A empresa criou um fundo de US$ 100 milhões (equivalente a R$ 384 milhões) para as famílias e comunidades das pessoas que morreram nos dois acidentes, que ocorreram em outubro (Lion Air) do ano passado e em março (Ethiopian) deste ano.

A empresa diz que fará parcerias com governos locais e organizações sem fins lucrativos, e que o fundo estará à disposição para suprir todas as dificuldades das pessoas impactadas por esses desastres. O dinheiro será disponibilizado ao longo dos anos.

“Nós da Boeing lamentamos a trágica perda de vidas nesses dois acidentes e elas continuarão pesando em nossos corações e mentes nos próximos anos. As famílias e entes queridos dos que estávam a bordo têm nossas mais profundas condolências e esperamos que essa ação inicial possa ajudá-los”, disse Dennis Muilenburg, presidente e CEO da Boeing, em comunicado.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Um porta-voz da Boeing disse que a promessa de US$ 100 milhões é "independente das ações movidas pelas famílias e entes queridos daqueles a bordo do voo 302 da Ethiopian Airlines e pelo voo 610 da Lion Air", e não pretende impedir nenhum processo legal. A empresa, que teve receita de US$ 101 bilhões (na faixa dos R$ 387,84 bilhões) no ano passado, também autorizou seus funcionários a fazerem doações para o fundo.

"Estamos avaliando uma variedade de maneiras de ajudar as famílias e comunidades afetadas e determinamos que esse é um passo construtivo que podemos dar agora", disse o porta-voz. “Enquanto as investigações continuarem, a Boeing vai cooperar totalmente com as autoridades investigadoras", completou.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.