Apple compra 36 mil hectares de florestas para embalagens sustentáveis

Por Redação | 16 de Abril de 2015 às 18h03

A Apple está investindo em sua imagem sustentável, algo que já foi mais evidente em outros períodos. A companhia anunciou, por meio de um comunicado publicado pela organização The Conservation Fund, que comprou mais de 36 mil hectares de florestas vulneráveis com o objetivo de proteger a região, produzindo embalagens ambientalmente amigáveis para seus produtos.

O comunicado veiculado nesta quinta-feira (16) afirma que a companhia de Cupertino adquiriu 32.400 hectares na região do rio Mattawamkeag, no Maine, e outros 3.600 hectares de pinheiro e floresta de madeira em Brunswick County, na Carolina do Norte. Em termos de comparação, a a área total do terreno é maior do que a cidade de São Francisco.

"Hoje, a Apple e o Conservation Fund anunciam uma colaboração projetada para ajudar as florestas de trabalho da América a continuarem sendo florestas de trabalho. Para a Apple, este é o início de um esforço mundial, que representa um nova abordagem, uma vez que reavalia o impacto na cadeia de suprimento de papel no mundo", diz o texto, escrito pela chefe de iniciativas ambientais da Apple, Lisa Jackson, juntamente com o presidente-executivo do Conservation Fund, Larry Selzer.

"Assim, a Apple está se esforçando para fornecer 100% das fibras virgens utilizadas em papéis e embalagens de florestas geridas de forma sustentável ou de fontes controladas de madeira", destacam. Segundo a dupla, a produção anual coletiva de fibra de papel a partir somente dessas duas florestas é equivalente a quase metade da fibra virgem usada nas embalagens de iPhones, iPads, iPods, Macs e Apple TVs no ano passado.

A Floresta Reed, no Maine, possui zonas úmidas, rios e florestas de terra firme que servem de refúgio para o salmão do Atlântico, águias, gaviões do norte e o lince do Canadá. Já a Floresta Brunswick fica ao lado da área de preservação Green Swamp Preserve, que impede a fragmentação do marco natural nacional. Com pinho de alta qualidade, além de plantas e flores características, o local tem sido prioridade na conservação do meio ambiente.

A Maçã é inovadora no que diz respeito à proteção de florestas, por meio do projeto Working Forest Fund (WFF), do Conservation Fund. Criado no final dos anos 90, o programa ofereceu um novo modelo de aquisição e proteção permanente de porções ecologicamente significativas, em grandes áreas verdes intactas de regiões privadas. Com a iniciativa, a companhia espera não somente aumentar a quantidade de papel reciclável como também inspirar outras empresas a fazerem o mesmo.

Via Apple Insider.

Fonte: http://appleinsider.com/articles/15/04/16/apple-buys-36000-acres-of-forest-to-create-sustainable-eco-friendly-product-packaging

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.