Apple apresenta os primeiros aplicativos do CareKit

Por Redação | 28 de Abril de 2016 às 09h47

Durante seu último evento, realizado no dia 21 de março, a Apple anunciou uma de suas inovações mais interessantes dos últimos tempos: o CareKit. Trata-se de um sistema baseado no HealthKit que permitirá que os desenvolvedores possam trabalhar na criação de aplicativos e softwares que auxiliem os usuários a medirem e cuidarem da saúde em conjunto com profissionais da saúde, que poderão acompanhar o dia a dia de seus pacientes.

O CareKit consiste atualmente em quatro módulos para os desenvolvedores utilizarem em seus apps. O Care Card permite que os profissionais possam fornecer aos pacientes uma lista de tarefas para tratamentos e recuperações que podem ser marcadas como concluídas e acompanhadas de perto tanto pelo profissional quanto pelo paciente. Outro módulo é o Symptom and Measurement Tracker, que oferece a capacidade de criar um relatório sobre os sintomas, problemas ou melhorias que o paciente teve ao longo do dia e enviá-lo ao seu médico. Os outros dois módulos permitem que os usuários possam se conectar com profissionais de saúde das mais diversas áreas.

Carekit

Os quatro primeiros aplicativos desenvolvidos com integração ao CareKit já estão disponíveis e ajudarão os desenvolvedores a entenderem como eles poderão utilizar a inovação da Apple para criarem suas próprias soluções. O One Drop pode ser utilizado para que usuários diabéticos possam acompanhar métricas importantes sobre níveis de glicose e compartilhar esses dados com seu médico. Já o Glow Nurture e o Glow Baby são específicos para gestantes e mães que desejam acompanhar o primeiro ano de seu bebê. Com esses apps, é possível acompanhar o desenvolvimento da gestação ou o crescimento do bebê e compartilhar as informações com médicos e outros profissionais da saúde. Já o Start é um app criado para que o usuário possa acompanhar efeitos colaterais, depressão e seu nível de PHQ-9 em conjunto com seus médicos.

A Apple anunciou que o CareKit está disponível para qualquer desenvolvedor e pode ser encontrado no GitHub. A estratégia da empresa surpreendeu alguns que esperavam que o serviço fosse limitado apenas à sua comunidade. Com um alcance maior, a plataforma poderá despertar o interesse não somente de desenvolvedores, mas também de toda a comunidade de saúde, incluindo clínicas, hospitais e instituições médicas que desejam oferecer um serviço de acompanhamento de saúde aos seus pacientes.

Como é de se imaginar, as possibilidades de criação de novas soluções são gigantescas e podem contribuir também para a erradicação de doenças curáveis em países de terceiro mundo, por exemplo. Em muitos casos, médicos acreditam que um acompanhamento mais preciso da evolução de certas doenças é fundamental para o combate delas e para minimizar sua proliferação.

Via Engadget

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.