American Airlines mostra detalhes do Boeing 787 Dreamliner no Brasil

Por Adriano Ponte | 12.11.2015 às 16:23
photo_camera Adriano Ponte

Na última terça-feira (10), foi realizada coletiva de imprensa da American Airlines para visitação do interior do Boeing 787 Dreamliner, que entrou em operação no Brasil pela companhia em 5 de novembro. A aeronave realiza voos partindo do GRU3 (Terminal 3 do Aeroporto Internacional de Guarulhos) com destino ao Aeroporto Internacional de Los Angeles (LAX).

José Roberto Trinca, diretor de vendas da American Airlines para São Paulo e Região Sul do Brasil, acompanhou a visita no interior da aeronave, demonstrando as novidades em conforto e rendimento que o aparelho apresenta.

Boeing 787 da American Airlines

(Foto: Divulgação/ Boeing International)

Um dos destaques da aeronave é sua classe executiva equipada com assentos Business Suite, que contam com opções de controle touch para que o assento se recline conforme a necessidade do usuário, chegando à posição de cama. Outros confortos estão disponíveis para todos os passageiros da aeronave, como Wi-Fi internacional, portas USB para carregamento e um grande catálogo de filmes e conteúdo multimídia disponível para ser assistido individualmente em casa assento.

O ambiente interno do 787 é iluminado com LEDs, mantendo a iluminação dinâmica com diversos tons de cores e intensidades, simulando horas diferentes do dia para relaxamento e alimentação, por exemplo. Tal sistema, aliado ao controle de turbulência e umidade que equipam a aeronave, garante um menor impacto do "Jet Lag" em viagens mais longas.

Os controles da aeronave também auxilam no conforto dos passageiros, sendo do tipo "Fly-by-wire", que utiliza sistemas automatizados para "filtrarem" as intempéries exteriores antes de chegarem de fato à cabine, estabilizando assim os controles e garantindo comandos mais simples e suaves aos pilotos.

Boeing 787 da American Airlines

(Foto: Divulgação/ Boeing International)

Vale lembrar que o Boeing 787 Dreamliner tem capacidade para 210 a 250 passageiros, dependendo de sua configuração, realizando rotas máximas de 14.200 a 15.200 km. Para as companhias aéreas, o modelo trouxe economia de 20% em seu consumo de combustível, em relação a aeronaves do mesmo tamanho.

Fique ligado aqui no Canaltech e no nosso Canal do YouTube para mais novidades.