Lenovo adquire brasileira CCE por R$ 300 milhões

Por Redação | 05 de Setembro de 2012 às 13h45

A produtora chinesa de computadores Lenovo anunciou nesta quarta-feira (5) que comprou a brasileira CCE por R$ 300 milhões. A Lenovo planeja ampliar sua participação no mercado brasileiro de eletrônicos e computadores pessoais, que hoje pertence à Positivo.

Segundo o Chicago Tribune, com a compra, a empresa irá dobrar sua participação no mercado nacional de PCs e também irá acrescentar aparelhos celular e televisores à sua linha.

"Nos últimos anos, estabelecemos uma posição número 1 em mercados emergentes e esperamos fazer o mesmo no Brasil. Atuamos forte nos grandes mercados emergentes... Somos dominantes na China, estamos em terceiro na Rússia e em primeiro na Índia, e estamos investindo pesado no Brasil", afirmou a empresa em comunicado oficial.

CCE

A administração e o quadro de funcionários da CCE serão mantidos

A companhia ainda afirmou que o Brasil é o mercado onde ela registra as maiores perdas devido as altas taxas de importação e rede de distribuição ineficiente. O anúncio da compra da CCE surge depois de a Lenovo investir US$ 30 milhões (cerca de R$ 61 milhões) em uma fábrica na cidade de Itu, interior paulista.

E de acordo com informações do UOL, a Lenovo afirma que o mercado de PCs, smartphones, tablets e Smart TVs no Brasil é estimado em US$ 124 bilhões (aproximadamente R$ 253 bilhões). Só o mercado de PCs tem estimativa de crescimento entre os anos de 2012 e 2016 de 12% ao ano.

A CCE, que possui mais de sete fábricas em Manaus e São Paulo e seis mil funcionários, terá sua administração mantida e a Lenovo garantiu que não irá demitir funcionários do quadro da empresa.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.