Google estaria prestes a comprar rival do Apple Pay

Por Redação | 20 de Janeiro de 2015 às 12h24

Apesar de já possuir o Wallet e operar outros sistemas relacionados a comércio e pagamento, o Google quer mais. E para garantir uma chegada com vantagem no mundo mobile, de forma a competir com o Apple Pay, a gigante das buscas estaria negociando a aquisição da Softcard, que também gerencia um sistema de cobranças por meio do NFC e é considerada uma das principais rivais da empresa de Cupertino.

Isso se deve, principalmente, ao fato de o sistema estar disponível apenas no Android e Windows Phone, enquanto a utilização do NFC no iOS é travada pela Apple e, claro, utilizada apenas por sua própria solução para fins de pagamento. E é justamente aí que, para o Google, estaria a grande sacada na aquisição, já que ela estaria entrando de cabeça nesse mercado com uma solução já conhecida, funcional e, acima de tudo, que desde já se posiciona como uma alternativa nos sistemas operacionais suportados.

Já funcionando em centenas de lojas nos EUA e Canadá, a Softcard também já firmou parcerias com instituições bancárias. Isso permitiu uma integração maior com os cartões de crédito de diversas bandeiras, de forma a facilitar a vida e o processo de autorização e autenticação das compras feitas pelos clientes. O sistema, aqui, é aquele conhecido de todos: basta aproximar o celular de um terminal de pagamento e autorizar a transação para que ela seja feita diretamente pelo celular, sem a necessidade de tirar a carteira do bolso.

De acordo com as informações do Tech Crunch, as negociações já estariam em um estágio avançado e o valor da aquisição estaria girando em torno dos US$ 100 milhões. Seria um valor relativamente baixo, o que poderia significar que o Google não estaria disposto a comprar completamente a empresa, e sim uma boa parcela dela, tomando controle dos serviços e integrando-os à própria infraestrutura. Essa atitude também poderia ter a ver com o fato de que diversas operadoras de telefonia americanas foram as primeiras investidoras da Softcard e, claro, elas também gostariam de ter seus interesses atendidos.

Foram elas, inclusive, que ajudaram a, inicialmente, transformar a iniciativa em um muro de contenção para o próprio Google. Nos primórdios do pagamento mobile, empresas como Verizon e AT&T temiam que a companhia decidisse tomar conta desse segmento e, com isso, ajudaram a criar a Softcard. A primeira, inclusive, chegou a bloquear o Wallet em seus dispositivos, tornando-os território exclusivo da própria solução de pagamentos. A negociação, agora, seria uma inversão interessante – para não dizer irônica – nos rumos dessa empreitada.

Por outro lado, há quem diga que a aquisição da Softcard tem interesse primordial para o Google devido às patentes registradas pela companhia. Isso indicaria que a real intenção da gigante seria, na verdade, assumir completamente a solução de pagamentos e transformá-la em algo totalmente próprio, sob sua marca e controle – um novo Wallet, quem sabe? Com isso, o valor estimado da compra pode se tornar muito maior, caso a companhia realmente esteja disposta a fazer isso.

A aquisição poderia vir em um momento bastante oportuno para a Softcard, que passou recentemente por dificuldades financeiras. Agora, ela passa por um processo de reestruturação que envolveu, inclusive, a demissão de 60 pessoas. Nesse ensejo, um aporte de dinheiro e, principalmente, uma aliança com o Google, seja ela qual for, deve ser extremamente benéfica.

Até o momento, porém, nenhuma informação oficial sobre o assunto foi divulgada. O Google e a Softcard permanecem quietos sobre possíveis negociações, mas se tem uma coisa que especialistas e analistas de mercado concordam, é que a resposta da gigante das buscas ao Apple Pay já demorou demais para aparecer. Agora, pelo menos, ela parece estar mais próxima.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.