Fim do Symbian: Nokia afirma que não venderá mais dispositivos com a plataforma

Por Redação | 12 de Junho de 2013 às 15h57

A Nokia havia afirmado no começo deste ano que não lançaria novos smartphones equipados com a plataforma Symbian e que o último modelo havia sido o 808 PureView, mas eles continuaram vendendo aparelhos equipados com o SO. No entanto, segundo o Financial Times, a empresa finlandesa já decidiu e anunciou hoje (12) que no terceiro trimestre não venderá mais smartphones Symbian, deixando completamente a plataforma.

No primeiro trimestre deste ano, a companhia vendeu cerca de meio milhão de unidades de smartphones Symbian, enquanto a venda de aparelhos Lumia, equipados com o Windows Phone, atingiu a marca de 5,6 milhões de unidades no mesmo período. Com a decisão, a Nokia deverá focar apenas nos aparelhos equipados com a plataforma móvel da Microsoft.

"Demorava 22 meses para levar um aparelho Symbian ao mercado. Com o Windows Phone, é menos de um ano. Nós gastamos menos tempo tendo que mexer em código, e mais tempo criando elementos da experiência que fazem uma grande diferença, como fotografia, mapas, música e aplicativos em geral", explicou a empresa sobre sua decisão.

Leia também: Nokia apresenta o Lumia 925 com foco na captura de imagens de qualidade

Provavelmente, a Nokia não deverá pronunciar com todas as letras que está deixando completamente o sistema Symbian, já que muitas operadoras e distribuidoras ao redor do mundo podem ainda ter um estoque considerável dos aparelhos para sua comercialização.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.