BYOD: tendência já faz parte da vida de 50% dos profissionais brasileiros

Por Redação | 29.11.2012 às 16:47

Bring Your Own Device, ou simplesmente BYOD: a tendência de levar o próprio dispositivo - seja um notebook, smartphone ou tablet - ao trabalho aumenta ainda mais entre os brasileiros. Metade dos profissionais do país já utiliza seus próprios dispositivos no ambiente de trabalho, segundo dados de um estudo encomendado pela Dell e Intel à consultoria TNS.

Ao todo, foram avaliados 8.360 profissionais e 29 líderes de organizações em 11 países, sendo que no Brasil, 1.024 profissionais foram consultados.

De acordo com a pesquisa, os profissionais dos setores de varejo e engenharia são os que mais trazem seus próprios dispositivos para o trabalho, com 59% e 64% de participação, respectivamente. E no Brasil, 75% dos profissionais disseram que esperam que essa prática seja permitida nas empresas. Outra informação relevante no estudo relata um índice de 74% de profissionais que informaram que suas empresas já permitem a prática do BYOD, percentual que aumenta entre profissionais de pequenas e médias empresas.

No entanto, 43% dos líderes das organizações mostraram-se preocupados com os riscos à segurança de dados e à propriedade intelectual, que pode ser consequência da prática abusiva do BYOD. A preocupação é maior ainda no setor financeiro, totalizando 61% dos entrevistados.

A pesquisa tem como conclusão que a prática de trabalhar em um computador ou gadget próprio aumenta a produtividade, mas, em certos casos, as empresas necessitam criar parâmetros objetivos para limitar esse poder de escolha dos funcionários, para visar a otimização de resultados. As organizações ainda se mostram divididas entre os riscos e benefícios gerados pelo BYOD.