AWS re:Invent: Amazon Web Services lança 6 inovações para computação em nuvem

Por Igor Lopes | 12 de Novembro de 2014 às 22h12

* De Las Vegas, EUA

A Amazon Web Services (AWS) anunciou nesta quarta-feira (12) durante o evento re:Invent, em Las Vegas (EUA), várias novidades e soluções para seus serviços relacionados à computação em nuvem. Antes, alguns desses recursos eram limitados aos grandes bancos de dados e funcionamento interno da companhia, a exemplo do CloudDeploy, mas agora chegam ao mercado para uso comercial.

Confira as principais novidades apresentadas pelo braço tecnológico da rede varejista:

Amazon Aurora

Com o Amazon Aurora, já disponível em preview para os clientes, a AWS afirma ter uma solução compatível com o MySQL para ser usado junto com o Amazon Relational Database Service (RDS). A nova solução combina velocidade e disponibilidade de alta qualidade em nível comercial, com simplicidade e custo-benefício bem razoável para ambientes baseados em código aberto.

"O Amazon RDS baixou o custo de gerenciamento de bancos de dados relacionais para milhares de clientes da AWS, e, como a demanda explodiu nos últimos anos, nós adicionamos MySQL, Oracle, SQL Server e motores PostgreSQL", comenta Raju Gulabani, vice-presidente de serviços de banco de dados da AWS.

"Temos ouvido constantemente de nossos clientes que eles gostariam de ter uma maneira mais fácil de obter o desempenho de bancos de dados comerciais ao preço de soluções de código aberto. É por isso que nós construímos o Amazon Aurora. Passamos os últimos três anos trabalhando num banco de dados MySQL compatível, que traz camadas inovadoras e armazenamento capaz de entregar cinco vezes a performance do MySQL em um décimo do preço de soluções de banco de dados comerciais".

Key Management Service

O KMS é um serviço que permite aos desenvolvedores criptografar dados com apenas um clique no Management Console (ou "Console de Gerenciamento") ou usando um SDK para adicionar criptografia ao código da aplicação.

O Key Management Service fornece um único local para que os administradores criem, desativem e vejam as chaves criptográficas, permitindo que eles possam definir as políticas de uso e configuração de todas elas.

Além de registrar todas as informações de uso das chaves para auditoria de acordo com os requisitos regulamentares no CloudTrail, o Key Management Service fornece integração a outros serviços da Amazon como o Simple Storage Service (Amazon S3), Elastic Block Store (Amazon EBS), Relational Database Service (Amazon RDS), Redshift e um kit de desenvolvimento simples para que o cliente integre suas próprias aplicações ao serviço.

Config

Esse recurso fornece aos clientes total visibilidade de todas as ferramentas da Amazon Web Services e as relações entre os componentes de infraestrutura de aplicação para que eles possam entender e avaliar o impacto das mudanças no seu ambiente.

O Config grava continuamente as alterações dos atributos de configurações de recursos dos clientes, como grupos de configurações de segurança e instâncias de valores da computação redimensionável na Amazon Elastic Compute Cloud (EC2).

Service Catalog

Esta novidade permite que administradores criem e compartilhem catálogos de "produtos" personalizados e que atendam aos padrões de arquitetura e configuração da companhia.

Para isso, os administradores poderão usar controles de acesso individuais ou por grupo, departamento ou centro de custo, com direito a controle total e preciso sobre quem tem permissão para usar determinada aplicação.

O Service Catalog também pode ajudar os administradores a definir políticas de uso, como limitar o número de vezes que um aplicativo pode ser utilizado, a fim de manter a conformidade do licenciamento. Ele também utiliza recursos do CloudTrail para que os usuários possam analisar, informar e confirmar sua execução.

CodeDeploy

Parte do pacote de aplicações Lifecycle Management Tools, o CodeDeploy é um serviço de implantação de alta escala que permite aos desenvolvedores gerenciar rapidamente ou simplesmente automatizar o processo de implantação e atualização de um ambiente redimensionável que usa o Amazon Elastic Compute Cloud (EC2).

Com essa ferramenta, a liberação de novas funcionalidades fica mais fácil e mais rápida, já que ela evita que a aplicação e o ambiente fiquem inativos e poupa que desenvolvedores tenham que lidar com aplicativos completos em plena atualização.

"O CodeDeploy nasceu da experiência dos próprios desenvolvedores da Amazon, que notaram a necessidade de implantação de novas ferramentas de forma rápida, em alta escala e com possibilidade de maximização do tempo para inovar", afirma Scott Wiltamuth, vice-presidente do setor de Desenvolvimento de Ferramentas de Produtividade da AWS.

"No ano passado, os desenvolvedores da Amazon usaram a tecnologia por trás do AWS CodeDeploy para impulsionar uma média de 95 implantações por minuto. Estamos muito animados para trazer esse recurso para os clientes e pretendemos ajudá-los a economizar ainda mais tempo fornecendo futuros serviços para gerenciamento de código fonte e entrega contínua."

CodePipeline

Outra novidade do pacote de aplicações Lifecycle Management Tools é o CodePipeline, que entrega e lança serviços de automação contínua para ajudar em implantações mais suaves.

Com a ferramenta, é possível projetar o fluxo de trabalho de desenvolvimento para check-ins e construção de códigos, implantação de aplicativos em teste, o teste em si e a liberação para produção. Além disso, também dá para integrar recursos de terceiros em quaisquer etapas do processo de liberação, ou ainda utilizar o CodePipeline como solução end-to-end.

CodeCommit

A terceira ferramenta do pacote Lifecycle Management Tools oferece um serviço privado de repositório baseado no sistema Git. O CodeCommit elimina a necessidade de operar seu próprio sistema de controle de versão ou a preocupação em escalonar a infraestrutura para dar conta do serviço.

Com o CodeCommit, é possível armazenar qualquer tipo de código fonte e ainda contar com funcionalidades padrões do Git que permitem trabalhar de forma integrada com as atuais ferramentas baseadas no sistema. Com isso, uma equipe também pode usar ferramentas de código online do CodeCommit para navegar, editar e colaborar com projetos.

* O jornalista viajou para a AWS re:Invent a convite da AWS.

Fonte: http://aws.amazon.com/pt/

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.