Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Samambaia zumbi usa folhas mortas para obter nutrientes

Por| Editado por Luciana Zaramela | 04 de Março de 2024 às 13h00

Link copiado!

Mathieu Landretti/Wikimedia Commons
Mathieu Landretti/Wikimedia Commons

Cientistas estão entusiasmados com as estratégias de sobrevivência usadas por uma “samambaia zumbi”. A espécie Cyathea rojasiana intriga a comunidade científica e se tornou a protagonista de um estudo do periódico Ecology por sua habilidade de usar folhas mortas para obter nutrientes.

Muitas espécies espalhadas pela natureza surpreendem com excêntricas habilidades. Enquanto algumas plantas mudam de cor ao detectarem substâncias tóxicas, determinadas flores podem suportar 20 vezes a força de gravidade da Terra. E é nesse grupo de plantas “mutantes” que se enquadra a Cyathea rojasiana, encontrada em florestas tropicais do oeste do Panamá.

A planta conquistou a atenção de um cientista da University of Illinois Urbana-Champaign (EUA), que durante uma viagem ao Panamá percebeu que estava enraizada no chão mesmo que as folhas estivessem marrons e ressecadas.

Continua após a publicidade

O material mostra que a samambaia transforma a parte interna de suas folhas mortas, de modo que os túbulos que transportam água, açúcares e nutrientes viram raiz. Nesse processo, a planta consegue evitar apodrecer enquanto o resto da folha seca.

Samambaia zumbi

O estudo reconhece que existem diversas espécies de plantas capazes de se adaptar às adversidades, o que inclui a produção de novas raízes a partir de folhas vivas. No entanto, é a primeira vez que se tem conhecimento da capacidade de reaproveitamento do tecido morto dessa forma. 

Continua após a publicidade

A teoria é que a planta faça isso para economizar energia e obter os nutrientes necessários para a sua sobrevivência. Para o estudo, o grupo desenterrou raízes das folhas de três plantas individuais, colocou em vasos e adicionou um fertilizante com nitrogênio.

Em seguida, os pesquisadores aguardaram um mês para fazer a análise das novas folhas no topo da samambaia. Na ocasião, eles viram que as raízes estavam transportando ativamente água e nutrientes.

Como a samambaia faz essa transformação?

Mas como essa transformação tão improvável acontece? Aí que está: a ciência ainda não bateu o martelo sobre isso. Permanece um mistério, pelo menos por enquanto. Para entender essa habilidade até então desconhecida, os pesquisadores precisam conduzir estudos mais aprofundados sobre a samambaia zumbi.

Continua após a publicidade

Fonte: Ecology