Rio da Coreia do Norte pode estar contaminado por dejetos de usina nuclear

Por Nathan Vieira | 21 de Agosto de 2019 às 17h11
Pixabay

Um possível desastre ambiental na Coreia do Norte tem preocupado autoridades no assunto. O foco é uma usina de urânio, com sede em Pyongsan, que pode estar envolvida com a emissão de lixo radioativo. A suspeita é que essa usina esteja enviando lixo tóxico para o Mar Amarelo, na costa ocidental da península coreana, por meio de um rio adjacente, o Ryesong, na província de Hwanghae Norte. No entanto, vale ressaltar que a emissão de lixo radioativo ainda não foi confirmada oficialmente.

Foi o especialista independente em análise de imagens de satélite, Jacob Bogle, que trouxe à tona essas suspeitas. Ele falou à Radio Free Asia sobre a possível emissão de lixo radioativo como subproduto da usina, já que o urânio é extraído do carvão. Além de contatar a rádio asiática, Bogle ainda compartilhou a possível descoberta em seu blog pessoal: "Graças ao Google Earth, podemos identificar que o duto que leva os resíduos para o reservatório está com vazamentos e derramando água tóxica na correnteza do Ryesong".

No entanto, Bogle não foi o único a entrar em contato com a Radio Free Asia. Hankwon Choi, especialista nuclear da AECOM (uma empresa de engenharia multinacional sediada nos Estados Unidos), disse à rádio em questão que a usina nuclear de Pyongsan deve ser motivo de preocupação apenas se os resíduos forem o subproduto da separação de isótopos de urânio. De acordo com ele, o urânio simplesmente sendo extraído do carvão não representa, necessariamente, uma ameaça.

A preocupação veio, principalmente, após os disparos de dois mísseis de curto alcance fabricados pela Coreia do Norte na última sexta-feira (16). Os Estados Unidos já tinham pedido que o país deixasse a arma nuclear de lado. Na própria sexta, inclusive, um veículo chamado Kyodo News chegou a informar que o Japão está "disposto a fornecer tecnologia robótica para os Estados Unidos". Por sua vez, autoridades norte-americanas já tinham falado anteriormente com o Japão sobre a possibilidade de a área perto das instalações nucleares da Coreia do Norte incluir lixo radioativo.

Fonte: UPI

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.