Oceano Antártico é oficialmente reconhecido como um corpo de água distinto

Oceano Antártico é oficialmente reconhecido como um corpo de água distinto

Por Wyllian Torres | Editado por Patrícia Gnipper | 14 de Junho de 2021 às 17h10
Matthew Chwastyk/Greg Ugiansky/National Geographic

Definir as fronteiras dessa vastidão aquática dos oceanos da Terra não é uma tarefa simples. Desde que a National Geographic Society passou a mapear o planeta em 1915, apenas quatro oceanos haviam sido confirmados: Atlântico, Pacífico, Índico e Ártico. Apesar de o Oceano Antártico ter sido informalmente divulgado pela comunidade científica ao longo dos últimos 100 anos, somente em 8 de junho deste ano — não por acaso, também o Dia Mundial dos Oceanos —, que a National reconheceu oficialmente as águas ao redor da Antártida como o quinto oceano oficial do planeta.

O reconhecimento do Oceano Antártico como um oceano único é uma discussão de longa data. Quando a Organização Hidrográfica Internacional (OHI, sigla em inglês) foi criada em 1921, prontamente a instituição se referiu às águas ao redor da Antártida como um corpo distinto, mas, em 1953, a organização mudou de ideia. No entanto, desde então, cientistas e organizações comerciais passaram a se referir àquelas águas geladas do polo sul como Oceano Antártico.

Em vermelho, o Oceano Antártico (Imagem: Reprodução/National Geographic)

O geógrafo Alex Tait, da National Geographic Society, explica que há muito tempo este oceano é reconhecido pelos cientistas, mas, como nunca houve um acordo internacional, ele nunca foi reconhecido oficialmente. "É uma espécie de nerdice geográfica em alguns aspectos", brinca Tait. Para os especialistas, o reconhecimento oficial do Oceano Antártico pode surtir um efeito positivo na educação científica das crianças. Segundo o geógrafo, estudantes podem aprender muita coisa sobre o mundo ao se estudar oceanos, especialmente o Antártico e sua importância.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Ao contrário dos outros quatro oceanos, o Antártico é definido não apenas pelo continente próximo a ele, mas especificamente pela Corrente Circumpolar Antártica (ACC), uma corrente oceânica fria que circunda a Antártica e que caracteriza a maior parte deste oceano. Basicamente, a ACC “puxa” a água quente dos oceanos Atlântico, Pacífico e Índico, e forma uma “correia transportadora” que distribui essas águas quentes ao redor do mundo, enquanto as águas mais frias favorecem o armazenamento de carbono nas profundezas do oceano. Não é à toa que milhares de espécies marinhas vivem nas águas férteis do ACC.

(Imagem: Reprodução/Michael Meredith)

O reconhecimento oficial do Oceano Antártico é mais uma questão de detalhe, pois, ao longo das últimas décadas, essas águas só se confirmaram ainda mais distintas e importantes para o Oceano Global, como alguns especialistas se referem ao que, tecnicamente, seria o único oceano da Terra. Todas as águas são essenciais para o planeta, especialmente para milhares de espécies que dependem exclusivamente delas. Porém, dar "nome aos bois" nos ajuda a reconhecer as peculiaridades de cada uma dessas grandes bacias oceânicas, sendo que todos os sistemas estão interconectados.

Fonte: Futurism

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.