Publicidade

Ciclone extratropical gera ondas de até 3,5 metros na orla do Rio de Janeiro

Por| Editado por Luciana Zaramela | 06 de Novembro de 2023 às 15h26

Link copiado!

Jeremy Bishop/Unsplash
Jeremy Bishop/Unsplash

No domingo (5), as ondas do mar tomaram a orla em alguns pontos da cidade do Rio de Janeiro. Em vídeos que circulam nas redes sociais, é possível ver a água chegando na pista e na portaria de alguns condomínios, surpreendendo os moradores. A ressaca do mar (maré de tempestade) foi provocada por um ciclone extratropical, que se formou em alto mar, no sul do país.

Na verdade, o ciclone extratropical gerou intenso swell — ondas geradas por um fenômeno em alto mar — que impactou diferentes pontos do Brasil, indo do Rio Grande do Sul até o Rio de Janeiro. Embora as imagens registradas assustem, as ressacas são relativamente comuns, só que em intensidades mais suaves.

Continua após a publicidade

Cabe destacar que, segundo estimativa da Marinha do Brasil, em nota do Centro de Operações (COR) da prefeitura carioca, a ressaca do mar continua até o final desta segunda-feira (6), com a possível formação de ondas no litoral de até 3,5 metros. No entanto, o ciclone já está se afastando do continente.

Ciclone extratropical do final de semana

O ciclone extratropical se formou originalmente na última sexta-feira (3) no Rio Grande do Sul e se intensificou durante o final de semana, o que provou a ressaca do mar observada em outros estados brasileiros, segundo nota da MetSul.

Continua após a publicidade

“Houve erosão costeira e danos no litoral gaúcho, enquanto, no Rio de Janeiro, um jovem [de 16 anos] está desaparecido após ter sido levado pela ressaca”, afirma a empresa de meteorologia.

Continua após a publicidade

Nas imagens que viralizaram nas redes sociais, é possível ver as ondas invadirem a Zona Sul do Rio de Janeiro, como Ipanema e Leblon, arrastando barracas e objetos na areia. A água também chega na pista, causando prejuízos ao trânsito.

Consequências do ciclone no Rio

Por causa da forte ressaca do mar, o Corpo de Bombeiros no Rio trabalhou no final de semana no resgate de pessoas que se afogaram na praia. Até o momento, as buscas permanecem para localizar um adolescente, de 16 anos, que desapareceu na praia de Ipanema.

Continua após a publicidade

Nesta segunda, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, pediu que os moradores da cidade evitem a orla do Leblon e busquem caminhos alternativos. Na publicação, também é possível observar como está a orla, com muita areia acumulada.

Ciclone extratropical está se afastando

Apesar dos estragos provocados no final de semana, “a tendência é que o ciclone siga se afastando do continente nesta segunda-feira e que a ressaca diminua no Sul do Brasil, mas a ondulação pode aumentar com o avanço do swell na costa do estado do Espírito Santo e no litoral Sul da Bahia”, afirma a MetSul.

Continua após a publicidade

Fonte: MetSul e COR