Canonical lança Ubuntu 19.10 com desempenho e suporte a gráficos aprimorados

Por Sérgio Oliveira | 18 de Outubro de 2019 às 07h55
Canonical

Mantendo sua rotina religiosa de lançar novas versões do Ubuntu nos meses de abril e outubro, a Canonical cumpriu mais uma vez seu calendário nesta quinta-feira (17) ao anunciar o lançamento do Ubuntu 19.10. Batizada de Eoan Ermine, a nova versão do sistema chega atualizada com kernel Linux 5.3 e Gnome 3.34, além de contar com outras novidades bastante interessantes.

Duas das mais interessantes são, sem dúvidas, o suporte ao padrão de compressão LZ4 e sistema de arquivos ZFS. Embora este último ainda esteja em caráter experimental, a dobradinha promete deixar o tempo de carregamento do sistema mais rápido e os arquivos mais protegidos do que as demais versões da distribuição. Quem possui uma máquina com hardware Intel, ainda poderá desfrutar de outra novidade dessa categoria que antes apenas usuários do Fedora tinham acesso: boot flicker-free. Com ele, o usuário vai da splash screen diretamente para a tela de login, sem nenhum piscado.

(Imagem: Fossbytes)

UI mais fluida

Aproveitando que estamos falando de desempenho, a adoção do Gnome 3.34 promete deixar o Ubuntu muito mais fluido.

Como um todo, a distro ganhou um tapa de performance e visual muito bem-vindos. Agora, por exemplo, é possível criar pastas para reunir programas na seção de Aplicações apenas arrastando e soltando os atalhos um em cima do outro. Se o sistema perceber que os apps que você reuniu são similares — por exemplo, todos tem funcionalidade de som e vídeo —, ele mesmo nomeará a pasta automaticamente.

Já a janela de Configurações do sistema teve seus painéis redesenhados, trazendo uma nova seção de seleção de papel de parede que facilita a escolha da ilustração que ficará no desktop e na tela de bloqueio.

O Gnome 3.34 também incluiu melhorias na seção Luz Noturna, mais informações a respeito das conexões Wi-Fi e a possibilidade de reorganizar as fontes de busca do Shell nas Configurações.

Novo seletor de papéis de parede do Ubuntu 19.10
Novo design de seção para de papéis de parede do Ubuntu 19.10 (Imagem: LinuxBuzz)

Para quem se atém à fluidez do sistema como um todo, o Gnome também trouxe suporte a taxas de quadros maiores, reduziu a latência da saída de vídeo no Xorg e reduziu a latência no input dos comandos via touchpad e teclado. Mas o melhor vem agora: tudo isso foi implementado consumindo menos CPU do computador.

Mais suporte a gráficos

Gamers e profissionais que trabalham com multimídia têm ainda mais motivos para comemorar a chegada do Ubuntu 19.10. A atualização para a versão 5.3 do Linux traz benefícios imediatos para esses usuários, já que o kernel conta com suporte nativo às novas GPUs AMD Radeon RX 5700, melhor suporte aos gráficos Intel Ice Lake de 11ª geração e suporte inicial a monitores Intel com HDR.

Mas não para por aí: a ISO do Ubuntu 19.10 vem com drivers para placas de vídeo GeForce da própria Nvidia embutidos. Isso significa que basta instalar o sistema para já sair usando usa GPU Nvidia GeForce, sem ter de se preocupar em baixar os drivers separadamente. Parece uma adição boba, mas ela é, ao mesmo tempo, conveniente e até certo ponto polêmica, já que estamos falando de um driver proprietário numa distribuição de sistema de código aberto e livre. Quem se incomodar com isso, entretanto, pode optar por não instalar o driver e seguir com opções livres.

Usuários de placas de vídeo Nvidia GeForce poderão optar por utilizar os drivers proprietários da fabricante, que agora vêm embutidos na ISO do Ubuntu
Usuários de placas de vídeo Nvidia GeForce poderão optar por utilizar os drivers proprietários da fabricante, que agora vêm embutidos na ISO do Ubuntu (Imagem: ThinkComputers)

Outra boa notícia para os gamers é que a Canonical realmente desistiu da ideia de ceifar o suporte a aplicativos 32 bits depois de uma forte reação negativa da comunidade. Por conta disso, o Ubuntu 19.10 segue compatível com softwares como o Wine e Steam.

Como sempre, o Ubuntu 19.10 Eoan Ermine já está disponível para download gratuito. Se você usa o Ubuntu 19.04 na sua máquina, poderá atualizá-la automaticamente.

Fonte: Ubuntu Blog

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.