Pressão funciona e Google encerrará processos com arbitragem forçada

Por Felipe Ribeiro | 22 de Fevereiro de 2019 às 09h22
Reprodução
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

Após grande pressão por parte de seus funcionários, a Google anunciou nesta quinta-feira (21) que vai acabar com a política de arbitragem forçada para eventuais litígios. Essa demanda foi duramente criticada em janeiro, com uma campanha criada pelos próprios trabalhadores chamada End Forced Arbitration.

Após relatos de má conduta sexual por parte de executivos da Google, 20 mil trabalhadores iniciaram uma passeata exigindo o fim da arbitragem forçada. Em resposta, a empresa anunciou que encerraria a prática não apenas em casos dessa natureza, mas também em qualquer tipo de disputa tanto para funcionários atuais como para os futuros.

A nova política entrará em vigor em 21 de março para colaboradores em todo o mundo, mas não se aplicará às reivindicações que já tenham sido resolvidas. Os acordos de arbitragem forçada, que vão além do setor de tecnologia, exigem que os funcionários renunciem a seus direitos de fazer uma reivindicação legal em tribunal e, em vez disso, passem por uma espécie de corte privada. Os funcionários da Google se organizaram em torno da questão e pressionaram os executivos a encerrarem completamente a prática.

A Google também removerá os requisitos de arbitragem para seu extenso grupo de colaboradores temporários e terceirizados, embora afirme que não conseguirá controlar as políticas adotadas por prestadoras de serviço. Os organizadores da manifestação também pressionaram a empresa a fornecer tratamento igual para esses trabalhadores e, em uma declaração, disseram que se reuniriam com os membros do conselho da empresa na semana que vem para pedir por uma proibição completa da arbitragem forçada.

"Essa vitória nunca teria acontecido se os trabalhadores não tivessem se unido, apoiado uns aos outros e saído", disseram os organizadores da paralisação em um tweet. “A ação coletiva funciona. O poder do trabalhador funciona. Isso ainda é apenas o começo", completaram.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.