China está acabando com VPNs no país para reforçar o "Grande Firewall"

Por Redação | 04.07.2017 às 15:10 - atualizado em 04.07.2017 às 15:26

A China continua com a sua campanha, apelidada de Grande Firewall Chinês, para restringir o acesso a sites e serviços web que não são permitidos pelo governo do país asiático.

O cerco agora está se fechando para os chineses que se utilizavam de serviços de acesso via rede VPN, capazes de realizar o encaminhamento do tráfego de dados para servidores de outros países, permitindo, dessa forma, o acesso a sites bloqueados na China, como o Facebook e o Twitter.

Para impedir este tipo de prática, o governo chinês começou a exigir dos órgãos regulatórios do país pedidos de desativação dos serviços de VPN.

O primeiro a declarar o fim de suas atividades na China foi o GreenVPN, que informou aos seus usuários que deixaria de funcionar a partir deste último sábado (1). É provável que esta não seja a única empresa a sair do país, pois, segundo a Bloomberg, o SuperVPN também está na lista de serviços que serão desativados.

Tal medida, além de restringir o acesso à informação por parte cidadãos chineses, também pode prejudicar a atividade de empresas e startups, pois diversas delas dependem do acesso às redes sociais para aproximar manter um contato próximo com seus clientes.

Via: CNET