Google enfrenta processo após polêmica com James Damore e seu memorando sexista

Por Se Hyeon Oh | 12 de Junho de 2019 às 22h47
Reprodução
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

Após a polêmica causada por um memorando de James Damore, em 2017, a Google terá de enfrentar uma ação na Califórnia, na qual é acusada de parcialidade contra candidatos conservadores.

No caso, o processo foi registrado pelo próprio Damore, quando foi demitido da Google, e acusa a empresa de ser preconceituosa na hora de contratar pessoas brancas e asiáticas, além de conservadores e de homens. Em um comunicado, a firma de advocacia que representa os autores da ação disse que o processo passará agora para a fase de descoberta. Pelo visto, os autores também pretendem obter um processo de classe para representar outros que eles acreditam terem sido discriminados.

A Google, por outro lado, contestou a versão através de documentos legais, no qual afirma que os tais conservadores são uma classe identificável sob a lei. O juiz responsável pelo caso disse que o tribunal tem dúvidas sobre a viabilidade da ideia, mas que está, por enquanto, deixando o caso avançar.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Vale lembrar que, em 2017, Damore publicou um memorando questionando as práticas de diversidade da Google, afirmando que a falta de representação das mulheres em postos mais altos da empresa se deviam por causa das diferenças biológicas entre os homens e as mulheres.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.