Apple quer proibir lançamento de livro que revela segredos comerciais da empresa

Por Claudio Yuge | 20 de Fevereiro de 2020 às 07h30
Apple Insider
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

O livro alemão App Store Confidential, de Tom Sadowski, é uma publicação temida pela Apple. Isso porque o autor foi o líder de desenvolvimento da loja de aplicativos da Gigante de Cupertino na Alemanha, Áustria e Suíça, de 2014 a 2019. A Maçã enviou uma carta ao autor e à editora Murmann Verlag, pedindo para que eles parem de entregar o material, recolham, destruam o que foi distribuído e eliminem os manuscritos originais, sob a alegação de que o texto revela “segredos comerciais” da companhia.

As declarações da Apple sugerem que Sadowski foi demitido justamente porque ele pretendia publicar esse livro contra os desejos da empresa, ou talvez ele tenha feito isso sem passar pelo processo interno exigido pela direção. Já o autor afirma que compartilhou os manuscritos com a empresa e até mesmo acredita que suas palavras serão mais benéficas do que prejudiciais para a Maçã — e disse estar surpreso com essa atitude.

Tom Sadowski (Foto: Startup Valley)

“A Apple promove há muito tempo uma imprensa livre e apoia autores de todos os tipos. Embora lamentemos a maneira como esse funcionário de longa data violou nossa relação de trabalho, suas ações não nos deixaram outra opção a não ser rescindir seu contrato — uma decisão acordada pelo conselho de empresa”, afirmou a companhia.

E complementou: “Todos os trabalhadores devem ter a expectativa razoável de que as políticas de emprego sejam aplicadas de maneira igual e justa e todas as empresas devem ter a expectativa razoável de que suas práticas comerciais sejam mantidas em sigilo”.

O livro ainda está à venda na Amazon.

Fonte: The Verge  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.