Mega, de Kim DotCom, é capaz de rastrear quem baixou arquivo de arma 3D

Por Redação | 15.05.2013 às 14:44

O novo site de compartilhamento de Kim DotCom, o Mega, é capaz de rastrear todas as pessoas que utilizaram a plataforma para fazer download do protótipo da arma impressa em três dimensões, como informa o site Stuff. Os arquivos da arma criada por Cody Wilson e sua equipe foram retirados do ar por determinação do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, mas ainda podem ser encontrados na rede por meio de páginas de compartilhamento.

Vikram Kumar, diretor-executivo do Mega, afirmou à reportagem que o sistema do site é capaz de determinar os endereços de IP das pessoas que baixaram os arquivos da Liberator e até obter o endereço de e-mail delas em certos casos. No entanto, Kumar afirmou que a empresa só pode tomar essa decisão mediante uma ordem judicial para a quebra de sigilo e tudo isso dependerá de que forma a justiça norte-americana interpretará o caso.

Com apenas dois dias no ar, o arquivo da primeira arma que pode ser impressa em 3D e de forma caseira já tinha atingido 800 mil downloads em seu site oficial, e a maioria dos downloads partiu de internautas na Espanha e nos Estados Unidos. Depois que o Departamento de Defesa iniciou sua investigação sobre a arma 3D, o Mega também retirou os arquivos com instruções para sua fabricação do ar.

Segundo o advogado de Kim DotCom, Ira Rothken, as autoridades norte-americanas não deverão solicitar que o Mega apague os arquivos da arma 3D de seus servidores. "Se o Mega alojou o arquivo da arma fora dos Estados Unidos, a lei desse país não se aplica ao portal de armazenamento", explicou Rothken. Atualmente, os servidores do Mega estão localizados na Nova Zelândia.

Leia também: No Brasil, fabricação da arma feita em impressora 3D é considerada crime