Edward Snowden deixa Hong Kong e pedirá asilo ao Equador

Por Redação | 24 de Junho de 2013 às 11h32

Edward Snowden, ex-funcionário da Agência Nacional de Segurança norte-americana (NSA) responsável pela divulgação de de documentos secretos que revelaram ao mundo o esquema de espionagem PRISM praticado pelas agências de inteligência dos Estados Unidos, deixou neste domingo (23) Hong Kong, China, e seguiu para a Rússia - apesar do país não ser seu destino final. As informações são do IT World.

O jovem, de 29 anos, deixou a China com seus próprios recursos através de "um canal legal e formal", apesar do pedido de prisão e extradição dos Estados Unidos. O Wikileaks revelou em seu perfil no Twitter que Snowden estaria "sobre o espaço aéreo russo acompanhado de advogados do Wikileaks", e em outra mensagem, a instituição afirmou que está auxiliando Edward Snowden com documentos legais para que possa solicitar asilo político em outro país.

Ricardo Patiño Aroca, ministro das relações exteriores do Equador, informou por meio de seu perfil no Twitter que o país recebeu a solicitação de asilo político de Snowden ainda ontem (23). Snowden se refugiou em Hong Kong no fim do mês passado após deixar seu cargo na NSA e ter divulgado os documentos sobre a operação do país, pouco antes de ter sua identidade revelada.

Tweet pedido asilo Equador Edward Snowden

O governo norte-americano havia entrado com um pedido de prisão temporária de Edward Snowden e pressionava o governo de Hong Kong a extraditá-lo. No entanto, as autoridades de Hong Kong afirmaram em documento oficial que o pedido dos Estados Unidos "não cumpria todas as exigências da legislação de Hong Kong" e que haviam solicitado ao governo do país ocidental mais informações sobre o caso para que pudessem tomar sua própria decisão com relação a Snowden. Ainda segundo o documento oficial, as informações solicitadas não chegaram às autoridades do país e eles informaram que não existiam provas suficientes para decretar a prisão temporária de Edward Snowden e impedi-lo de deixar Hong Kong.

Após revelar os documentos secretos, Edward Snowden está sendo acusado por uma corte federal norte-americana de roubo de propriedade governamental, comunicação não autorizada de informações sobre a defesa nacional e transferência indevida de dados sigilosos para pessoas não autorizadas.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!