Discord vai cobrar só 10% para publicar games em sua loja

Por Wagner Wakka | 17 de Dezembro de 2018 às 08h41
Discord

O Discord quer abrir a sua loja para quaisquer empresas que queiram publicar seus jogos por lá. Em post oficial no Medium, a companhia informou que, a partir do ano que vem, ela vai deixar que desenvolvedores publiquem sozinhas os jogos na plataforma como uma fatia proporcional a 90/10.

Segundo a companhia, eles fizeram uma pesquisa de mercado e descobriram que é possível manter uma plataforma sustentável retirando apenas 10% da renda de um game e deixando para o publicador os outros 90%.

“A descoberta: não custa 30% para distribuir jogos em 2018. Depois de fazer uma pesquisa, nós descobrimos que podemos criar ferramentas incríveis de desenvolvimento, rodá-las e entregar aos desenvolvedores a maior parte da receita”, explica a empresa.

Por conta disso, eles vão permitir, a partir do ano que vem, que e quaisquer empresas possam publicar sozinhas seus jogos. “Não importa o tamanho, desde o AAA aos times de uma pessoa só, desenvolvedores podem autopublicar na loja do Discord com 90% da receita indo ao desenvolvedor”, cravou a empresa.

Com isso, os 10% devem ser direcionados para custos operacionais e melhorar a eficiência do trabalho na rede.

Mas será que abrir a porteira não pode ser um tiro no pé do Discord? Quanto a isso, a companhia vai incentivar produtores a interagirem com a comunidade fazendo com que o próprio usuário ajude a medir a qualidade do que entra na plataforma.

Nova ordem digital

Atualmente, o Discord tem mais de 200 milhões de usuários e a nova loja entra como mais um grande player no mercado de jogos digitais. Isso deve fazer com que seus concorrentes se desdobrem ainda mais para se manterem interessantes para os usuários e desenvolvedores.

A Steam recentemente anunciou novas fatias de receita de acordo com a quantidade de vendas. Caso um game renda mais de US$ 50 milhões, a taxa da Valve cai de 30% para 20%.

A principal movimentação atual, contudo, foi da Epic Games. A empresa da Unreal Engine e Fortnite lançou a sua própria loja prometendo até 88% do total arrecadado para o desenvolvedor caso use a Unreal Engine 4. Já há indicações de que alguns desenvolvedores estão migrando para a plataforma da Epic.

As principais grandes desenvolvedoras do mercado estão, também, migrando para as suas próprias plataformas. A Blizzard, nos últimos anos, passou a publicar seus games pela Battle.net, e até abraçou outras grandes franquias como Call of Duty e Destiny.

Outra que resolveu experimentar o lançamento solo foi a Bethesda, colocando Fallout 76 em sua própria loja.

O principal ponto é que tanto Epic quanto Discord são claros em dizer que não é necessário 30% da receita para manter uma plataforma de distribuição de pé com modelo de negócio sustentável. Logo, é possível que a Steam tenha que repensar como paga seus desenvolvedores no futuro.

Fonte: Medium

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.