YouTube diz que investirá em criadores que promoverem empatia e compreensão

Por Redação | 25 de Janeiro de 2018 às 10h34
Reprodução
Tudo sobre

YouTube

Depois de tantas polêmicas envolvendo youtubers e toda a retaliação dos anunciantes em 2017 — em suma por conta dos vídeos censuráveis que eram monetizados —, a Google quer reverter toda a onda de pessimismo e transformar o YouTube em uma força utilizada em prol do bem social.

Para tanto, o YouTube pretende investir US$ 5 milhões em seu programa Creators for Change, além de oferecer suporte de produção e marketing. A ideia é que, ao longo de 2018, perfis de youtubers que combatem discursos de ódio e outros assuntos relacionados e que promovem a tolerância sejam impulsionados.

O programa criado em 2016 já se associou a 39 criadores de conteúdo de todo o mundo (chamados de embaixadores e colegas) para lançar dezenas de vídeos incentivando a empatia e a compreensão. Neste ano, o YouTube planeja não apenas agregar ainda mais youtubers no Creators for Change, mas também desenvolver novas ferramentas e orientações para fortalecer a comunidade.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Nos próximos meses, portanto, a plataforma de vídeos anunciará os destinatários que receberão as bolsas destinadas à produção deste tipo de conteúdo.

Sendo um meio poderoso de entretenimento e comunicação, o YouTube é atualmente um dos serviços com conteúdo mais influente e inspirador entre seus consumidores. Depois de vários anunciantes terem congelado investimentos após a descoberta de produções monetizadas que visavam expandir discursos de ódio, terrorismo e pedofilia; a plataforma vem trabalhando para melhorar a experiência compartilhada e trazer novas perspectivas para os usuários.

Na última semana, o YouTube anunciou uma série de normas mais rigorosas para os criadores de conteúdo em sua comunidade que visam participar do programa de compartilhamento de receita. A rede de vídeos ainda planeja revisar manualmente todos as produções lançadas em seu programa de anúncios premium Google Preferred.

Fonte: Variety

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.