Velocidade da internet fixa no Brasil cresceu 63% em um ano, aponta pesquisa

Por Wagner Wakka | 02 de Março de 2020 às 19h30
Reprodução

O relatório Data Reportal estima que 71% da população conta com internet no Brasil, número acima da média mundial de 59%. No total, somos 150,4 milhões de usuários, até janeiro de 2020. O levantamento é encabeçado pela We Are Solcial e Hootsuite.

O número de usuários no Brasil aumentou em relação ao ano passado em 6%, o que representa que 8,5 milhões de pessoas se conectaram em um ano. Em redes sociais, o país também apresentou crescimento, com 11 milhões de perfis a mais em um ano, aumento de 8,2%.

Dados e arte: Data Reportal

Dentro deste grupo de usuários, há predominância feminina, com 51% do total, sendo que a média de idade do internauta no Brasil é de 33,5 anos.

Ainda, é possível perceber que a maioria dos usuários brasileiros contam com smartphones (94%), mas 12% ainda tem um aparelho sem funções inteligentes.

Dados e arte: Data Reportal

Comportamento mobile

O relatório também aponta que 62% dos usuários no Brasil utilizam um sistema pré-pago de telefonia. O levantamento dá uma nota para o serviço oferecido aqui no Brasil, sendo que a média nacional foi de 62,51 de 100. O principal ponto que joga esta nota para baixo é o preço de produtos e assinaturas, consideradas caras no país.

Em termos de comportamento, 96% dos consultados usam o smartphone para apps de mensagem, sendo que 97% para redes sociais. Streaming de vídeos (88%), compras (72%) e mapas (79%) também aparecem com força, segundo o relatório.

Do total, 96% da navegação vem por via mobile, sendo que a média diária de utilização de internet no smartphone por brasileiro é de 4 horas e 11 minutos.

Dados e arte: Data Reportal

O documento também mostra que a média da velocidade de internet no Brasil cresceu no último ano. Ela está 17% mais veloz em mobile, com 24 Mbps em média. Já para a fixa, ou crescimento foi ainda maior com 63% batendo 48,75 Mbps.

Dados e arte: Data Reportal

Redes sociais

O levantamento tem um espaço dedicado ao comportamento do usuário brasileiro nas redes sociais. A média de tempo gasto nestes sites são de 3 horas e 31 minutos por dia, sendo que cada pessoa tem 9,4 contas em média. Do total, 51% usa estas plataformas para trabalho.

Dados e arte: Data Reportal

O YouTube é a rede social com maior penetração, seguida de Facebook, WhatsApp e Instagram. Vale perceber que o número de usuários por mês no Facebook caiu de 130 milhões em 2019, para 120 milhões em 2020.

Mundo 

Em relação ao alcance mundial da pesquisa, o trabalho levantou que há 5,19 bilhões de usuários mobile e 4,54 bilhões de internet, colocando uma penetração de 67% e 59% respectivamente.

Dados e arte: Data Reportal

Houve aumento geral na participação em redes sociais, com entrada de 321 milhões de novas pessoas em um ano, crescimento de 9,2%.

A penetração de internet no Brasil segue uma tendência da América Latina com 72% da população.

Dados e arte: Data Reportal

O Facebook segue como rede social dominante com 2,4 bilhões de usuários, seguido de YouTube (2 bi) e WhatsApp (1,6 bi).

O relatório completo está disponível no site do Date Reportal.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.