Nova febre da Twitch é acompanhar carros ignorarem uma placa de Pare

Nova febre da Twitch é acompanhar carros ignorarem uma placa de Pare

Por Wagner Wakka | Editado por Jones Oliveira | 25 de Março de 2021 às 10h46
Reprodução/Twitch

A Twitch tem alguns fenômenos difíceis de se explicar. O mais recente é a página Stopsigncam, voltada a mostrar um cruzamento na cidade de Salem, Massachusetts, onde quase nenhum motorista para. Mesmo com uma placa sinalizando que é preciso aguardar.

Não há nenhuma pegadinha, nada escondido, nenhum contexto que leve mais de 130 mil seguidores a companhar a esquina não tão movimentada assim da cidade. O ponto mais curiosos, por assim dizer, é somente o fato de os motoristas não pararem, mesmo com uma placa indicando a parada.

De acordo com o título dos vídeos, 98,73% dos veículos passam direto, sem sequer reduzir a velocidade ao avistar a placa. Contudo, não há uma fonte de onde o dono da página tirou essa informação.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Para a cultura brasileira, isso pode parecer somente uma segunda-feira comum, tendo em vista que um motorista ignorar uma placa de pare não é exatamente uma raridade por aqui. Entretanto, isso não é tão comum nos Estados Unidos, o que torna o cruzamento uma joia rara no país.

Cruzamento na cidade de Salem (Foto: Reprodução/Twitch)

Mas tão rara assim para toda essa fama? Pois bem, o perfil na Twitch ganhou projeção por conta de um influenciador chamado 100 Thieves intern JhbTeam. Ele compartilhou a live de modo irônico com sua audiência no Twitter e depois no Tik Tok. Em um dia, já havia mais de 4 mil pessoas interessadas em acompanhar o cruzamento.

A audiência já criou memes sobre os carros que não param, fizeram apostas sobre acidentes e outras brincadeiras no chat da transmissão. Dois deles até foram até o local do cruzamento e fizeram uma batalha de sabres de luz durante a noite.

Esta não é a primeira vez que a Twitch se une para propagar uma maluquice. Em 2014, um fenômeno entrou para o Guinnes, o livro dos recordes, ao colocar mais de um milhão de pessoas jogando Pokémon ao mesmo tempo. Tratava-se de um sistema que reconhecia comandos escritos pelos usuários no chat.

No mesmo ano, uma grande audiência acompanhou um peixe jogando o mesmo Pokémon. Consistia em um sistema que dividia o aquário do animal em quadrantes, sendo que cada um representava um movimento no jogo. Quando o peixe se movimentava para um dos quadrantes, o personagem fazia o movimento na tela.

Se você também quiser acompanhar a transmissão do cruzamento, a live ainda está no ar.

Fonte: Kotaku

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.