Ministro das Comunicações reduz para R$ 2 bi o orçamento do plano de banda larga

Por Redação | 09 de Maio de 2016 às 21h16

O Ministério das Comunicações revelou nesta segunda-feira (9) uma redução no investimento para o novo programa de banda larga nacional, que passa de R$ 20 bilhões para R$ 2 bilhões.

O plano agora é avaliado como menos ousado, e a única meta que ainda permanece é inteligar 70% dos municípios do país com fibra óptica. Atualmente, 52% das cidades brasileiras já contam com esse tipo de tecnologia. De acordo com o ministro André Figueiredo, a ideia inicial era fazer uma grande reforma na infraestrutura de banda larga, mas os planos tiveram que ser modificados. "Até pela conjuntura política e econômica, resolvemos readequar metas, prazos e os valores orçados para os próximos três anos. Estamos mostrando algo que será plenamente exequível”, disse o ministro.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint), Erich Rodrigues, 216 municípios devem receber a rede de fibra óptica até 2017, movimento que deve ser executado com auxílio dos provedores regionais de internet.

Melhor internet nas escolas

Uma outra prioridade é melhorar a qualidade da conexão banda larga nas escolas públicas. Agora a Telebras é a responsável pelo programa Banda Larga Nas Escolas, que planeja aumentar a média de 2 Mbps para 78 Mbps de velocidade nas instituições de ensino. O orçamento inical é de R$ 350 milhões, com possibilidade de crescimento de investimento para R$ 1,5 bilhão.

O programa Cidades Inteligentes é outro que deverá receber investimentos. Agora, ele tentará se tornar uma plataforma para a Internet das Coisas, com cidades do interior definindo as prioridades de implantação de IoC nos seus espaços.

O decreto com as informações do programa deve ser publicado ainda esta semana, com os recursos materializados em via dos projetos de lei: um com R$ 50 milhões do fundo garantidos, outro com R$ 350 milhões para a Telebras dar continuidade ao Banda Larga nas Escolas e outro com R$ 100 milhões para o Cidades Inteligentes.

Via Convergência Digital

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.