Governo russo ameaça banir serviços de VPN do país

Governo russo ameaça banir serviços de VPN do país

Por Renato Mota | 28 de Março de 2019 às 18h25

O uso de serviços de VPN é uma saída para usuários de muitos países onde a navegação na internet é controlada. A China é um deles, e contratar um VPN é a única maneira de turistas acessarem sites como Google ou Facebook no país asiático.

Outro país com um rígido controle da internet, a Rússia está ameaçando bloquear o acesso a algumas das redes privadas mais populares para que seus cidadãos não tenham acesso a sites que foram proibidos pelo governo.

Recentemente, o país introduziu leis de internet mais rigorosas, exigindo que os mecanismos de busca excluíssem alguns resultados, que serviços de mensagens compartilhassem chaves de criptografia e que redes sociais armazenassem os dados pessoais dos usuários em servidores dentro do território russo. Os serviços de VPN eram uma forma de driblar essas imposições.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O Roskomnadzor, órgão regulador de comunicações da Rússia, disse em comunicado que pediu aos proprietários de 10 serviços de VPN – NordVPN, Hide My Ass !, VPN Hola, OpenVPN, VyprVPN, ExpressVPN, TorGuard, IPVanish, Kaspersky Secure Connection e VPN Unlimited – que ingressem em um sistema estatal de TI que contenha um registro dos sites proibidos.

Dessa forma, mesmo com VPN, os usuários não poderão acessar sites nem serviços que estão na blacklist do governo, como o Telegram. “Nos casos de descumprimento das obrigações estipuladas pela lei, a Roskomnadzor pode decidir restringir o acesso a um serviço de VPN”, completou o comunicado.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.