Google avisa que vai apagar excedente no armazenamento do Drive após 2 anos

Por Ramon de Souza | 14 de Dezembro de 2020 às 21h20
Rubens Eishima/Canaltech
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

Recentemente, o Google anunciou que a farra acabou para os usuários do Fotos: a companhia não oferecerá mais espaço ilimitado para você armazenar imagens, restringindo a capacidade de 15 GB para cada conta Google (detalhe: esse espaço é compartilhado nos diferentes produtos da companhia, ou seja, Gmail, Drive, Docs e Fotos). Agora, a companhia passou a enviar e-mails notificando seus usuários de forma mais clara a respeito dessas novas políticas, de forma que você possa se planejar com antecedência. E com uma novidade um pouco indigesta: se você extrapolar o limite durante dois anos, a companhia também pode se livrar do conteúdo excedente.

As políticas entram em vigor a partir do dia 1º de junho de 2021. Depois dessa data, o Gigante das Buscas poderá eliminar conteúdos excedentes, especialmente se sua conta estiver inativa por mais de dois anos (24 meses). Ultrapassar o limite de armazenamento gratuito (15 GB) durante dois anos também será motivo para exclusões arbitrárias de documentos, fotos e arquivos; logo, é preciso tomar cuidado para não acabar perdendo material importante por conta dessa regra. Só começa a vigorar mesmo a partir de junho de 2023, dois anos após a implementação das novas diretrizes — não vale de forma retroativa, mas já é bom todo mundo ficar de olho no que está "sobrando" acima do seu espaço gratuito.

“Após 1 de junho de 2021, se a sua conta estiver inativa ou acima do limite de armazenamento, iremos enviar-lhe lembretes e notificações por e-mail com antecedência e antes da eliminação de qualquer conteúdo”, explica a companhia. “Mesmo que a sua conta esteja inativa ou acima do limite de armazenamento em um ou mais destes serviços e o conteúdo seja eliminado, ainda conseguirá iniciar sessão”, complementa. As regras não se aplicam a consumidores corporativos do G Suite/Workspace.

Não é preciso se desesperar: você terá, afinal, cerca de cinco meses para se preparar. Além disso, o próprio Google diz que vai avisar várias vezes antes de jogar o que está sobrecarregando seu limite fora. "Após 1 de junho de 2021, se a sua conta estiver inativa ou acima do limite de armazenamento, iremos enviar-lhe lembretes e notificações por e-mail com antecedência e antes da eliminação de qualquer conteúdo", reforça a companhia.

Há duas alternativas: fazer backup de todos esses conteúdos para um serviço externo (ou um HD portátil, caso prefira meios físicos) ou contratar um plano no Google One. É possível adquirir 100 GB por apenas R$ 6,90 por mês, 200 GB por R$ 9,99 mensais ou 2 TB por R$ 34,99 — caso você realmente não queira se preocupar com falta de espaço na nuvem. O pagamento pode ser feito por cartão de crédito ou Mercado Pago.

Fonte: Google

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.