Foolitzer | Prêmio reconhece as melhores fake news de 2018

Foolitzer | Prêmio reconhece as melhores fake news de 2018

Por Rafael Rodrigues da Silva | 17 de Janeiro de 2019 às 20h40

2018 foi um ano em que alguns dos maiores destaques nas redes sociais, grupos do WhatsApp e conversas de bar foram notícias falsas — as chamadas fake news. Então, pelo fato delas terem sido tão importantes na vida de tanta gente, por que não criar um prêmio para as melhores notícias falsas do ano passado? E é exatamente esse o objetivo do Foolitzer.

O prêmio, cujo nome mistura a palavra “fool” (tolo ou ignorante, em tradução livre do inglês) com Pullitzer (prêmio mais conceituado do jornalismo mundial), é uma criação da agência de publicidade Leo Burnett em parceria com o site E-Farsas (especializado na checagem de boatos). A ideia é premiar as fake news de seis categorias: Política, Esporte, Saúde, Entretenimento, Conspiração e Gran Foolitzer. Enquanto as cinco primeiras categorias serão decididas por um júri de especialistas da imprensa, a Gran Foolitzer é uma categoria que será decidida por voto popular, no site do prêmio.

De acordo com Wilson Mateos, vice-presidente de criação da Leo Burnett, o Foolitzer é um anti-prêmio criado para premiar o anti-jornalismo. Ele acredita que, mais do que um prêmio, o Foolitzer é uma utilidade pública, pois expõe os criadores de notícias falsas para o público, dando ao criador de fake news um reconhecimento que não interessa em nada a ele.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O sentimento é compartilhado por Gilmar Lopes, fundador do E-Farsas, que acredita que reunir em um só lugar as piores notícias falsas é uma forma de mostrar ao público quais são os veículos que produzem notícias mentirosas, seja por má intenção ou apenas na busca de cliques para lucrar com a visualização de anúncios.

Para participar da votação, os internautas podem entrar no site oficial do Foolitzer e escolher entre quinze candidatos qual foi a pior fake news do ano. Os vencedores serão anunciados no começo de fevereiro, e todos os ganhadores receberão um troféu físico com a inscrição “Pior fake news do ano de 2018”.

Fonte: Meio & Mensagem

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.