SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Diferenças entre velocidade de upload e download

Por| Editado por Bruno Salutes | 31 de Outubro de 2018 às 07h35

Link copiado!

Rodrigo Folter/Canaltech
Rodrigo Folter/Canaltech

Afinal, qual é a diferença entre download e upload? Melhor ainda: como isso afeta a qualidade da internet que contratamos? É verdade que a velocidade de upload é sempre (e necessariamente) menor do que a de download? E por que isso acontece?

Já temos uma boa quantidade de perguntas neste primeiro parágrafo, pontos de partida para explicarmos conceitos importantes. Então vamos começar a respondê-las nas próximas linhas.

Enviando e recebendo

Colocando de maneira simples, fazer um download é o mesmo que baixar um arquivo, enquanto o upload significa enviar um arquivo. Quando você compra um livro eletrônico (e-book), por exemplo, ele é “baixado” do servidor da loja para o seu aparelho (PC, smartphone, tablet, leitor digital). Da mesma forma, quando você envia um vídeo pelo WhatsApp para o seu amigo, ele é enviado do seu smartphone para o smartphone dele.

Continua após a publicidade

Grande parte do que fazemos na internet envolve ambos de forma simultânea. É o caso de uma pesquisa no Google: digitamos o que queremos encontrar na busca (upload) e o Google retorna com os resultados (download). Quando clicamos na página, enviamos um comando para abri-la (upload) e ela abre no nosso navegador (download).

O WhatsApp é uma forma ainda mais simples de entender a diferença. Quando enviamos uma mensagem, fazemos um upload. Quando nosso amigo responde, essa mensagem é baixada em nosso smartphone. Há um tempo de resposta envolvido, a latência, um conceito que explicamos usando jogos online como exemplo.

Upload é mais lento que o download?

Continua após a publicidade

Quando executamos um teste de velocidade, geralmente descobrimos que o upload é mais lento que o download. Tipicamente, 10% da velocidade de download. Ou ainda 10% da velocidade nominal contratada (convertendo bits em bytes). Por que isso acontece?

Grande parte das operações que fazemos na internet envolvem mais download que upload. Como vimos no exemplo acima, enviamos um comando simples para abrir uma página, o que envolve poucos dados. Porém, o download dos dados dessa página exige uma banda muito maior. E é esse o motivo para essa relação entre velocidade de download e upload.

Isso acontece em todos os casos? Não. Alguns planos oferecem a mesma velocidade para ambos, em especial os que usam fibra óptica. Exatamente por esse motivo são buscados por quem necessita enviar uma grande quantidade de dados para a internet. Caso, por exemplo, de youtubers. Para eles, um plano de 50 Mbps com a mesma taxa de download e upload é um negócio melhor do que um plano “comum” de 200 Mbps.

Continua após a publicidade

Explicamos. Um plano de 50 Mbps com paridade oferece exatamente 50 Mbps de banda para upload. Já um plano de 200 Mbps com a relação 10:1 (download:upload) oferecerá apenas 20 Mbps para upload.

Conclusão

Mas como as taxas de upload e download afetam a qualidade de internet? Então apenas planos com paridade de upload e download valem a pena? Com exceção de quem necessita enviar grandes quantidades de dados com frequência, não. Como vimos, grande parte do que fazemos na internet não necessita uma banda considerável de upload. Lembrando, claro, que grande parte da nossa infraestrutura ainda é antiga.

A qualidade depende da disponibilidade do plano oferecido, de quanto ele é cumprido pela operadora e da velocidade de resposta da rede (sem mencionar, claro, a infraestrutura doméstica). Dentro do plano contratado, é uma questão de cobrar que a operadora ofereça o que foi acordado. Executando testes de velocidade com frequência, é possível descobrir o que está errado e cobrar a operadora se o desempenho da rede estiver abaixo do esperado.