Irã lança sua própria versão do YouTube

Por Redação | 10 de Dezembro de 2012 às 12h36

O governo do Irã lançou neste domingo (09) seu próprio serviço de compartilhamento de vídeos, o Mehr, para concorrer diretamente com o popular serviço do Google, o YouTube. Desde 2009, o site de vídeos norte-americano é censurado no país, como consequência da contestada disputa eleitoral que levou Mahmoud Ahmadinejad de volta ao poder.

O Mehr, que significa 'afeição' em farsi, visa atrair usuários que falam a língua persa e ainda promover a cultura iraniana a partir de vídeos. "A partir de agora, as pessoas poderão fazer o upload de seus vídeos no site e ter acesso a outros materiais produzidos", afirmou à AFP Lotfollah Siahkali, vice-presidente da IRIB.

A página no Facebook dedicada ao novo site apresenta links para vídeos produzidos no Irã, incluindo clipes musicais de artistas locais. Mas o lançamento do Mehr também visa impedir que a população do país tenha acesso a sites estrangeiros, que as autoridades locais acreditam que ofendem os preceitos e a cultura islâmica.

Os Estados Unidos acusam o governo iraniano de tentar criar uma 'cortina eletrônica', impedindo que seus cidadãos tenham acesso a informações do mundo todo. O anúncio do site de vídeos indica que o Irã começou a dar os primeiros passos para a criação de uma intranet no país, livre de conteúdos considerados anti-islâmicos.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.