Facebook cria IA que capaz de jogar pôquer e derrotar campeões das cartas

Por Rafael Rodrigues da Silva | 12 de Julho de 2019 às 14h19
Reprodução
Tudo sobre

Facebook

Saiba tudo sobre Facebook

Ver mais

Depois de fazer sucesso no xadrez, o próximo passo da evolução das IAs é derrotar os humanos em algo mais lucrativo — por exemplo, um jogo possível de se levantar uma graninha apostando em cassinos.

Assim, trabalhando em parceria com pesquisadores da Universidade de Carnegie Mellon (Estados Unidos), o Facebook desenvolveu uma inteligência artificial (IA) especialista no jogo de pôquer. Chamada de Pluribus, a IA enfrentou em uma partida do estilo Texas Hold’em (onde cada jogador possui duas cartas na mão e deve criar seu jogo com base nessas duas cartas e nas cinco cartas existentes na mesa), sem limite de apostas, contra cinco dos melhores jogadores profissionais de pôquer do mundo — e conseguiu sair como vencedora.

O pôquer sempre foi um jogo considerado por pesquisadores de IA e estudantes da teoria dos jogos como uma espécie de “Santo Graal” do desenvolvimento de programas, porque nenhum outro jogo trabalha com tantas variáveis complexas de maneira tão elegante. Enquanto no xadrez um computador com capacidade suficiente pode literalmente calcular todos os possíveis movimentos do adversário e se preparar para qualquer possibilidade, no pôquer isso é impossível, pois há muitas variáveis desconhecidas no jogo — todas as informações que o computador possui são as cartas em sua mão e as cartas que estão na mesa, e não há como prever se a jogada do adversário é algo real ou apenas um blefe. Por conta disso, ainda que uma IA já tenha conseguido ganhar de um único humano no jogo de pôquer, ela nunca havia tido chance em uma partida com seis pessoas, pois a enorme quantidade de informações ocultas e a falta de “malícia” para perceber se algo era ou não um blefe colocava o computador em desvantagem.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Ou colocava, como o experimento do Facebook mostrou. O Pluribus não apenas ganhou em uma mesa com seis jogadores, como derrotou alguns dos maiores nomes do pôquer mundial — como Chris Ferguson, Greg Merson e Darren Elias. Todos os cinco adversários que a IA do Facebook enfrentou não apenas já ganharam mais de um milhão de dólares em suas carreiras como jogadores, como também já foram campeões dos principais torneios de pôquer do mundo, o que torna o feito da IA ainda mais impressionante.

Mas, claro, esses testes vão além do uso de IA para fazer uma graninha em cassinos. O teste é na verdade um verdadeiro marco para o estudo de IAs, pois é uma demonstração clara de que computadores podem operar em níveis “sobrehumanos” mesmo em situações com diversos variáveis de informação limitadas, e o conhecimento adquirido por esse teste pode ser a base não apenas para melhorar os sistemas de direção de veículos autônomos mas até mesmo na criação de robôs especialistas na arte da negociação.

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.